Sistema criado para levar água potável à avenida Paulista completa 100 anos

Por Assessoria de Comunicação da Sabesp

Neste mês de dezembro, o mais antigo sistema de produção de água em operação na Grande São Paulo completa 100 anos. O Alto Cotia, criado para levar água à avenida Paulista pouco depois de a principal via de São Paulo ser inaugurada, é casa de 13 mil indivíduos de quase 700 espécies de plantas e animais e conta com equipamentos originais em operação até hoje.

Quando foi inaugurado, em dezembro de 1917, o Sistema Alto Cotia abastecia as zonas mais altas da cidade, que contavam com os bairros do Sumaré, Vila Pompeia, Alto do Pacaembu, Higienópolis, Cerqueira César, Vila Madalena, o “espigão da avenida Paulista” e a Bela Vista. Abastecia também as zonas média e baixa do Pacaembu, e média e alta da Vila Pompeia, Perdizes e Água Branca.

O reservatório da Bela Vista, na praça Amadeu Amaral, perto do shopping Pátio Paulista e do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, recebia suas águas vindas por tubulações que cortavam a Lapa. Com o crescimento da metrópole, ele foi “recuando” de volta para o oeste da Grande São Paulo. Hoje serve 400 mil moradores de Cotia e cidades próximas.

Os primeiros estudos para a construção do sistema são no final do século XIX – a avenida Paulista foi inaugurada em 1891. A obra teve início em 1914; três anos depois entraram em operação a represa Cachoeira da Graça e as adutoras para o transporte da água. Uma ampliação entregue em 1937 adicionou ao sistema outra represa, com maior capacidade, a Pedro Beicht.

Localizado a menos de 50 km de distância da praça da Sé, o Alto Cotia é protegido pela Reserva Morro Grande, criada em 1979. São 10.870 hectares de mata atlântica preservada – sem praticamente nenhuma intervenção humana – cercando as duas represas. 

O local pertence à Sabesp e já foi utilizado por pesquisadores da USP, que catalogaram 13 mil indivíduos de 673 espécies, entre árvores, mamíferos, aves, répteis, anuros, aranhas. Entre as espécies protegidas dentro do sistema estão: canela-sassafrás, canela-imbuia, canela-amarela, araucária, palmiteiro-doce, 13 tipos de aves, sagui-da-serra-escuro, gato-mourisco, além de roedores, serpentes e capivaras.

 

AESBE - Associação Brasileira das Empresas Estaduais de Saneamento

SCS - Quadra 01 - Bloco H - Edifício Morro Vermelho - 16º andar - CEP: 70399-900 - Brasília-DF - Tel/Fax.: 55 61 3022-9600

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?