Sanepar disponibiliza novos livros sobre tecnologias para o saneamento

Duas novas publicações do Programa Paranaense de Pesquisa em Saneamento Ambiental (PPPSA) estão disponíveis para consulta e download no site da Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) a partir desta quarta-feira (27).

As produções fazem parte do segundo edital de pesquisas do PPPSA, desenvolvido desde 2013 numa parceria entre a Sanepar e a Fundação Araucária, envolvendo oito instituições de pesquisa e ensino do Paraná.

O gerente da área de pesquisas da Sanepar, Gustavo Possetti, explica que a parceria busca soluções para as questões de saneamento. “A integração entre Sanepar, Fundação Araucária e instituições de ensino permite que as pesquisas considerem a situação técnica e operacional do dia a dia da empresa, orientando o desenvolvimento de soluções tecnológicas aplicáveis à realidade da Sanepar, além de permitir um importante intercâmbio de conhecimentos teóricos”, avalia.

Com o lançamento, agora, são três as obras do PPPSA compondo a série “Tecnologias potenciais para o saneamento” – acessível em formato eletrônico (pdf), gratuitamente, via internet. O volume 1, lançado em 2015, sintetiza a primeira fase do PPPSA, com o tema “Produto da integração universidade–empresa”. Produzido através de outro edital, a obra também está disponível no site, pelo link: http://site.sanepar.com.br/a-sanepar/inovacao/publicacoes.

Conteúdo técnico – O segundo volume da séria aborda o tratamento de metais na água de abastecimento público, remoção com materiais poliméricos baseados em tecnologia de impressão química, adsorventes naturais, filtração descendente, catálise heterogênea, desenvolvimento de novos catalisadores e o uso de hidróxido duplo lamelar magnético para remoção de metais como ferro, manganês e selênio. Dos estudos participaram professores, pesquisadores e alunos da Universidade Estadual de Londrina, Universidade Estadual de Maringá, Universidade Estadual do Centro-Oeste do Paraná e Universidade Tecnológica Federal do Paraná – Campi Apucarana, Campo Mourão, Medianeira e Ponta Grossa.

No terceiro volume são apresentadas pesquisas sobre a disposição de um tipo de resíduo de aterro sanitário, chamado lixiviado, em reatores UASB. Na obra pesquisadores da Universidade Estadual de Londrina e de Universidade Federal do Paraná debatem questões relacionadas à contextualização, caracterização, pré-tratamento, codisposição de lixiviado e pós-tratamento desses efluentes.

PPPSA – O PPPSA é desenvolvido pela Sanepar em conjunto com a Fundação Araucária e diversas entidades de ensino e pesquisa. “É um programa de cooperação interinstitucional que tem como objetivo estimular a execução de pesquisas aplicadas, de interesse do saneamento, realizadas por instituições de ensino superior do Paraná, através do financiamento de projetos”, diz Possetti.

O Programa possui um fundo para financiamento, em que a Sanepar e a Fundação Araucária participam em cotas iguais. Desde a criação do PPPSA, R$ 650 mil reais foram investidos pela Sanepar, e montante equivalente foi oferecido como contrapartida pela Fundação Araucária, totalizando R$1,3 milhões de reais.

Um novo termo assinado pelas entidades acaba de assegurar mais R$ 3 milhões de reais para o PPPSA nos próximos 5 anos. O edital do novo contrato deve ser publicado ainda no mês de julho.

 

AESBE - Associação Brasileira das Empresas Estaduais de Saneamento

SCS - Quadra 01 - Bloco H - Edifício Morro Vermelho - 16º andar - CEP: 70399-900 - Brasília-DF - Tel/Fax.: 55 61 3022-9600

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?