Continuidade da estiagem em SC mantém alerta para redução do consumo de água

Diante da chuva praticamente insignificante dos últimos dias em todas as regiões do Estado, a Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (CASAN) mantém o pedido de economia no consumo de água. A Companhia monitora seus mananciais e atende casos pontuais de dificuldade de abastecimento em regiões altas e pontas de rede, mas conta com infraestrutura que permite a manutenção do fornecimento de água na grande maioria das cidades atendidas pelo Sistema CASAN.

Como o consumo está diretamente relacionado à cultura de cada família e a hábitos construídos ao longo do tempo, a Companhia reforça a necessidade de uso responsável da água. No Brasil, segundo dados do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento, o consumo per capita é de aproximadamente 162 litros/habitate.dia. Em Santa Catarina, cada pessoa gasta, em média, aproximadamente 154 litros de água por dia.

“Porém, em Florianópolis, a média do consumo diário chega a e 186 litros para cada habitante, o que com certeza pode ser reduzido em um momento preocupante de estiagem como o que estamos passando”, informa o chefe do Setor e Operação e Manutenção de Água da Superintendência Metropolitana da Grande Florianópolis, Bruno Kossatz.

“O desperdício de água varia de acordo com a cultura da região, pois os hábitos de cada sociedade interferem diretamente no elevado ou baixo consumo em suas atividades diárias”, complementa o engenheiro.

Segundo Kossatz, aproximadamente 75% da água consumida numa casa são gastos nos banheiros. Por isso, uma dica importante é evitar tomar banhos prolongados, já que o chuveiro é um dispositivo consumo significativo de água. Estima-se que a cada minuto no banho há um consumo de 10 litros de água. Utilizar descargas com caixa acoplada nos vasos sanitários reduz o gasto de 20-30 litros para 6-12 litros por descarga.

Também é importante observar todas as torneiras da casa, prevenindo e consertando goteiras e vazamentos. “Uma torneira gotejando pode desperdiçar até 46 litros de água por dia. E, se a água estiver gotejando rapidamente ou em forma de filete, perde-se de 180 a 720 litros diários”, alerta o engenheiro, lembrando outras dicas básicas, como fechar a torneira ao escovar os dentes e fazer a barba, reutilizar a água da máquina de lavar para limpar calçadas ou o quintal, evitando a prática de “varrer” o chão com água potável.

“Se cada habitante economizar 10 litros de água por dia, em uma cidade de 400 mil habitantes teríamos um ganho essa economia de 400 mil litros, quantidade que pode abastecer uma população de até 20 mil habitantes”, exemplifica o engenheiro da CASAN.

 

AESBE - Associação Brasileira das Empresas Estaduais de Saneamento

SCS - Quadra 01 - Bloco H - Edifício Morro Vermelho - 16º andar - CEP: 70399-900 - Brasília-DF - Tel/Fax.: 55 61 3022-9600

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

Create Account