A Associação Brasileira das Empresas Estaduais de Saneamento (Aesbe) reafirma o
compromisso das empresas do setor em relação ao combate à Covid-19

Neste momento de grande mobilização devido ao combate ao coronavírus no Brasil e no mundo, a higienização adequada das mãos está entre as principais ações para a diminuição da contaminação. A Associação Brasileira das Empresas Estaduais de Saneamento (Aesbe) e as companhias estaduais de saneamento estão tomando as medidas necessárias para garantir o abastecimento de água a 170 milhões de pessoas atendidas em mais de 4 mil municípios.

Entre elas, está a ampliação do atendimento pelos canais digitais e de telesserviço e a suspensão dos cortes no serviço de abastecimento por inadimplência, o que propicia segurança aos clientes frente a um cenário econômico adverso. Essas iniciativas estão sendo seguidas e ampliadas por todas as companhias de saneamento do país, garantindo qualidade e regularidade no fornecimento de água e no tratamento de esgoto, com um máximo de proteção às famílias.

Segundo o presidente da Aesbe, Marcus Vinícius Neves, as companhias já têm verificado um aumento da inadimplência, proveniente deste período da pandemia.

“Estamos buscando alternativas para superar este momento e garantir que a operação e manutenção dos sistemas não sejam afetados”, afirma.

Entre as ações adotadas pelas companhias estaduais de saneamento destacam-se:

  • Ampliação do atendimento ao cliente pelos canais digitais, por meio de aplicativos e chats em sites e centrais telefônicas, como a principal forma de manter o atendimento à população e reduzir a aglomeração de pessoas nos pontos de atendimento.
  • Recomendação sobre a higienização das mãos com água e sabão para aqueles que precisam estar presentes no ambiente de trabalho. Recomenda-se, ainda, limpar objetos como celulares, teclados e mouses.
  • Desligamento temporário das catracas com liberação biométrica, uma vez que o contágio pode se dar pelo contato com esses dispositivos. 
  • Suspensão temporária de eventos coletivos, como treinamentos corporativos, reuniões e visitas técnicas. Nas tarefas diárias, orienta-se que os colaboradores mantenham a distância mínima de 1,5 metros entre si. 
  • Liberação, quando possível, para teletrabalho (home office), de funcionários que voltaram do exterior nos últimos dias, estejam apresentando sintomas de gripe ou façam parte do grupo de risco (acima de 60 anos de idade).
  • Suspensão dos cortes nos serviços de abastecimento por inadimplência.
  • Mudanças no horário de funcionamento para que os funcionários que utilizam os transportes públicos não precisem se deslocar nos horários de pico.

A Associação Brasileira das Empresas Estaduais de Saneamento (Aesbe) se coloca à disposição da população e de suas associadas para esclarecer eventuais dúvidas a respeito da Covid-19.

 

AESBE - Associação Brasileira das Empresas Estaduais de Saneamento

SCS - Quadra 01 - Bloco H - Edifício Morro Vermelho - 16º andar - CEP: 70399-900 - Brasília-DF - Tel/Fax.: 55 61 3022-9600

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?