Sanepar adota medidas de reforço ao abastecimento

Agência de Notícias do Paraná
30/03/2020

Providências são tomadas devido à falta de chuvas regulares na RMC. Uma das ações foi colocar em operação mais um equipamento que aumentou em 330 litros/segundo a distribuição de água.

Devido à falta de chuvas regulares dos últimos meses, a Sanepar tem desenvolvimento ações para reforçar a distribuição de água na Região Metropolitana. Embora as quatro barragens do Sistema de Abastecimento Integrado (SAIC) tenham reservação suficiente para manter a produção de água, o mesmo não acontece no sistema Miringuava, que depende diretamente do Rio Miringuava.

O rio teve queda de 60% na vazão (de 1.000 litros/segundo para 400 l/s), o que levou a Companhia a implantar rodízio em Curitiba e Região Metropolitana.

Uma das medidas adotadas pela Sanepar foi colocar em funcionamento mais um conjunto motobomba de uma das estações elevatórias do Sistema Iguaçu.

Este conjunto permite o envio de mais 330 litros/segundo de água já produzida para outros centros de reservação, possibilitando flexibilizar ainda mais o sistema de distribuição de água de Curitiba e Região Metropolitana. 

Para manter este conjunto em operação, a equipe de serviço eletromecânica precisa acompanhar o desempenho do equipamento durante 24 horas por dia para garantir o pleno funcionamento. “Este sistema é responsável por abastecer grande parte de Curitiba e região metropolitana, portanto, precisamos estar atentos para que tudo funcione bem”, disse o gerente de Produção de Água, Fabio Basso.

Com capacidade de produção de 3.600 litros de água por segundo, a ETA Iguaçu é a maior do Paraná e é responsável por 40% do SAIC. São quase 2 milhões de pessoas que utilizam água produzida ali. Na semana passada, diretores da Companhia estiveram na ETA Iguaçu para acompanhar o desenvolvimento dos projetos e obras.

MAIS OBRAS – Além da obra da Barragem do Rio Miringuava, retomada em janeiro, estão previstas a construção dos Centros de Reservação Butiatuvinha e Lamenha Pequena, a operacionalização de cinco poços, já perfurados e que somam 100 litros/segundo, em Campo Magro, e a execução de aproximadamente 20 km de adutora (tubulação de grande porte) que vai interligar os poços ao SAIC, por meio do reservatório Butiatuvinha e garantir o abastecimento de Campo Magro e da região de Santa Felicidade, de Curitiba.

Além disso, haverá a duplicação de cerca de 12 km de adutora do Sistema Iraí ao reservatório Piraquara, para reforçar a distribuição de água.

NO PRAZO – O diretor-presidente da Sanepar, Claudio Stabile, destacou que, além do pessoal operacional, continuam trabalhando as equipes de projetos e obras para que esses empreendimentos sejam realizados no prazo previsto.

“Vamos conversar com fornecedores para que as entregas previstas sejam feitas, obviamente desde que sejam observados os protocolos de segurança indicados pelos órgãos de saúde”, disse.

 

AESBE - Associação Brasileira das Empresas Estaduais de Saneamento

SCS - Quadra 01 - Bloco H - Edifício Morro Vermelho - 16º andar - CEP: 70399-900 - Brasília-DF - Tel/Fax.: 55 61 3022-9600

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?