Sabesp é autorizada a aumentar conta de água em 7,6%

Folha de São Paulo
09/04/2021

A Arsesp, agência reguladora de serviços públicos do estado de São Paulo, divulgou nesta sexta-feira (9) que autorizou a Sabesp, companhia de Saneamento básico do estado, a aumentar o valor da conta de água a partir de 10 de maio.

A agência reguladora limitou o reajuste da Sabesp à inflação anual de 7,6%, de acordo com o IPCA anual (Índice de Preços para o Consumidor Amplo). O reajuste é válido para clientes residenciais, comerciais, industriais e públicos, com exceção de famílias que pagam a chamada tarifa social, voltada a pessoas de baixa renda.

Segundo a agência, famílias que recebem esse subsídio terão redução de 1% na tarifa.

Além de autorizar o aumento, a Arsesp divulgou um novo modelo de estrutura tarifária, que, segundo a agência, permitirá que o número de famílias que recebem subsídios na conta de água aumente de 500 mil para 2 milhões até 2025.

O novo modelo estabelece preços mais baixos a clientes que evitarem o desperdício, por meio de consumo racional de água, e preços mais altos para clientes que consumirem volumes elevados.

O que muda com o reajuste

Conta atual
A fatura atual de um domicílio com consumo de 10m³ na região metropolitana de São Paulo é de R$ 54,14. A partir de 10 de maio, a Sabesp está autorizada a aumentar o preço para R$ 58,00 -aumento R$ 3,86, incluindo impostos.

O que muda para famílias de baixa renda

Conta atual
Para domicílios de baixa renda, a fatura para 10m³ hoje é de R$ 18,36. Com a nova medida, o preço será reduzido a R$ 18,10.

Para famílias com renda média per capita de até R$ 178 por mês, a fatura será de R$ 13,80.

 

 

 

 

 

 

 

AESBE - Associação Brasileira das Empresas Estaduais de Saneamento

SCS - Quadra 01 - Bloco H - Edifício Morro Vermelho - 16º andar - CEP: 70399-900 - Brasília-DF - Tel/Fax.: 55 61 3022-9600

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?