RE Saneamento: Sabesp, Sanepar e Aegea divulgam resultado trimestral

Senhor Presidente, Segue para conhecimento e análise o “Relatório Executivo do Saneamento” desta semana (15/05/2018), produzido pela GO ASSOCIADOS, como parte integrante do contrato existente. O Relatório será enviado semanalmente.

 

 

Prezado (a) presidente,

A Sabesp publicou no último dia 10/05/2018 os resultados para o primeiro trimestre de 2018. O lucro da Sabesp alcançou no primeiro trimestre do ano R$ 580,4 milhões, aumento de 13,9% em relação ao mesmo período do ano passado. O Ebitda ajustado, no montante de R$ 1,399,0 bilhão, aumentou 3,4% em relação aos R$ 1,353 bilhão  de igual período de 2017.
 
A companhia privada Aegea publicou no último dia 14/05/2018 os resultados do primeiro trimestre de 2018. A receita líquida da Aegea apresentou crescimento de 21,7% no primeiro trimestre, atingindo R$ 343,3 milhões. As receitas de água cresceram 15,8%, as receitas de esgoto aumentaram 26,2% e as receitas de contraprestação dos contratos de PPPs representaram R$10,6 milhões do total do aumento da receita líquida.
 
Outra companhia estadual, a Sanepar publicou no último dia 08/05/2018 os resultados do primeiro trimestre de 2018. A companha obteve um lucro líquido de R$ 186,9 milhões no primeiro trimestre de 2018, 16,7% superior ao resultado líquido no mesmo período de 2017. O balanço foi impactado principalmente pelo crescimento da receita operacional e pela gestão dos custos e despesas.
 
A Prefeitura de Santa Maria (RS) enviou para a Câmara dos Vereadores projeto de lei  com objetivo de criar o Fundo Pró-Saneamento, que será utilizado para investimentos no setor. O fundo receberá um aporte de R$ 12 milhões da companhia estadual Corsan nos próximos quatro anos e, após esse período, passa a receber 6% do valor do faturamento bruto da companhia no município.
 
No último dia 10/05/2018, a Agência Reguladora de Saneamento e Energia do Estado de São Paulo (Arsesp) publicou a Deliberação nº 794/2018, que contém a nova tarifa aprovada para a companhia estadual Sabesp. O Custo de Capital (WACC) calculado pela Arsesp foi de 8,11% e a base de ativos inicial de R$ 39 bilhões. Com isso, foi calculada uma receita requerida de R$ 46 bilhões para remunerar a operação da Sabesp.
 
Esta edição do RE Saneamento conta ainda com um artigo especial do sócio da GO Associados Álvaro Menezes, que analisa a melhora na situação hídrica da região nordeste.
 
 
Um abraço,

Gesner

 
 

Anexos

 

AESBE - Associação Brasileira das Empresas Estaduais de Saneamento

SCS - Quadra 01 - Bloco H - Edifício Morro Vermelho - 16º andar - CEP: 70399-900 - Brasília-DF - Tel/Fax.: 55 61 3022-9600

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?