Ranking avalia universalização do saneamento básico na região de Presidente Prudente/SP

Portal do Saneamento Básico
11/09/2020

Levantamento da Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental atribuiu notas para 37 das 53 cidades, sendo que 31 delas estão na categoria empenho e seis no compromisso

Dados da Abes (Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental), que compõem o Ranking Abes da Universalização do Saneamento 2020, avaliaram 37 das 53 cidades da região de Presidente Prudente a partir dos indicadores: abastecimento de água, coleta e tratamento de esgoto, coleta e destinação adequada de resíduos sólidos. O estudo objetiva identificar o quão próximo os municípios estão da universalização do saneamento e apontou que 31 (83,78%) das 37 cidades foram classificadas na categoria “Empenho para a universalização” e as outras seis (16,21%) se enquadram na categoria “Compromisso com a universalização”, que é o segundo melhor índice. A base de dados do levantamento é o ano de 2018.

A Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental aponta que, além de identificar quão próximo da universalização os municípios estão, o ranking apura ainda os impactos da ausência ou precariedade do saneamento na saúde da população. “Por fim, apresenta um panorama da situação de cada município do ranking em relação à formulação do Plano de Saneamento Básico”, que é um instrumento fundamental para as políticas públicas de saneamento no país e condição para obtenção de recursos da União para esses serviços a partir de 2023. Na presente edição, no entanto, 23 cidades (62,16%) não possuem o plano.

Vale destacar que somente entram no ranking os municípios que forneceram aos SNIS (Sistema Nacional de Informações de Saneamento) as informações para cálculo de cada um destes indicadores. Todas as informações são autodeclaradas pelos prestadores. Por isso a ausência de dados de 16 cidades da região de Presidente Prudente.

Categorias analisadas

Da menor para a melhor classificação, a Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental classifica os municípios da seguinte forma: Primeiros passos para a universalização, que são aqueles que possuem notas abaixo de 200; Empenho para a universalização, com notas entre 200 e 449,99; Compromisso com a universalização, com notas entre 450 e 489; e a melhor de todas as classificações, chamada de Rumo à universalização, com notas acima de 489.

A região só obteve notas nas categorias intermediárias, não se classificando entre a pior ou a melhor classificação.

Fonte: FM Metrópole.

 

 

AESBE - Associação Brasileira das Empresas Estaduais de Saneamento

SCS - Quadra 01 - Bloco H - Edifício Morro Vermelho - 16º andar - CEP: 70399-900 - Brasília-DF - Tel/Fax.: 55 61 3022-9600

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?