Instituto Senai de Tecnologia comprova excelência do controle da qualidade da água e de efluentes da Embasa

 O Instituto Senai de Tecnologia atestou, após a conclusão de seu programa de ensaios de proficiência (PEP), a precisão das análises de amostras de água tratada e de efluentes sanitários realizadas no laboratório central da Empresa Baiana de Saneamento (Embasa), em Salvador, e nos laboratórios regionais dos municípios: Barreiras, Feira de Santana, Irecê, Santo Antônio de Jesus, Caetité, Itabuna, Jequié, Itamaraju e Vitória da Conquista. Os resultados, que alcançaram 100% de conformidade para todos os laboratórios, comprovam o excelente controle de qualidade da água distribuída à população atendida e dos efluentes resultantes do tratamento de esgoto.

“Alcançamos resultados satisfatórios em todos os 24 parâmetros avaliados, incluindo análises físico-químicas e bacteriológicas em amostras de água tratada e efluentes. Para os parâmetros etilbenzeno e cobre, alcançamos o melhor resultado entre todos os participantes. Este desempenho reflete a qualificação técnica das equipes dos laboratórios de Salvador e do interior do estado e é fruto dos grandes investimentos em melhorias estruturais promovidas pela Embasa em todos os laboratórios de controle de qualidade”, comemora Júlio César Mato Grosso, supervisor da Gerência de Controle e Qualidade da Água da Embasa.

Os Ensaios de Proficiência, regulados pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (INMETRO), são considerados as ferramentas mais importantes para aferir a confiabilidade dos laboratórios e consistem na comparação do desempenho técnico de laboratórios de todo o Brasil, por meio das análises de amostras de água tratada e efluentes enviadas por um provedor, neste caso, o Instituto Senai de Tecnologia.

A portaria de potabilidade da água vigente (PRC nº 05/2017) determina que as análises laboratoriais para controle da qualidade da água para consumo humano podem ser realizadas em laboratório próprio, desde que estes comprovem a existência de sistema de gestão da qualidade, conforme os requisitos especificados na NBR ISO/IEC 17025 (Art.: 20). Já a NBR ISO/IEC 17025 exige dos laboratórios de controle da qualidade que monitorem o seu desempenho por meio de comparação com resultados de outros laboratórios, incluindo a participação em ensaios de proficiência.

“O resultado alcançado serve para demonstrar a confiabilidade dos resultados analíticos produzidos pelos laboratórios de controle da qualidade da Embasa, possibilitando a tomada de ações e decisões assertivas, visando elevar a qualidade dos serviços prestados no estado. O resultado vai além do cumprimento de exigências legais, regulatórias e normativas, ele qualifica os laboratórios de controle da qualidade para avançar no processo de acreditação junto ao INMETRO”, destaca o gerente de Controle de Qualidade da Embasa, Fabrício Tourinho.

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on telegram

Confira também nossas publicações

Veja todas nossas
edições anteriores