GDF e Caesb realizam estudo para captação de água do Paranoá

A Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb) e o governo de Brasília estão realizando estudos para obra emergencial de captação de água no Lago Paranoá, por meio de estrutura flutuante no reservatório, de cerca de 700 litros de água por segundo. O objetivo é fortalecer o abastecimento do DF, interligando a captação às redes dos sistemas Descoberto e Santa Maria/Torto.

Legenda da imagem.
O local mais provável para a captação é no Setor de Mansões do Lago Norte. A água será tratada à beira do Lago por meio de uma Estação de Tratamento Compacta, a ser instalada. Depois de tratada, a água será enviada para abastecimento do Lago Norte, Varjão, Setor de Mansões do Lago Norte, Taquari, Paranoá e Itapoã.
Com isso, haverá um fôlego na Estação de Tratamento de Água Brasília, que recebe água bruta do Santa Maria/ Torto. A Caesb vai realizar obras para viabilizar a adutora reversível, que enviará um volume correspondente para áreas abastecidas pelo Descoberto. Ainda não estão definidas quais áreas serão abastecidas por essa água.
A Caesb vai utilizar a outorga que já foi concedida pela Agência Nacional de Águas (ANA) e validada pela Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento do Distrito Federal (Adasa). O projeto está em fase de estudo, com conclusão prevista para o final da próxima semana.
Recursos da União
A proposta foi apresentada pelo governador Rodrigo Rollemberg ao ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, nesta segunda-feira (6), na sede da pasta. A medida é estimada em R$ 50 milhões, verba que o Executivo local pretende receber da União.

Fonte: Internet

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on telegram

Confira também nossas publicações

Veja todas nossas
edições anteriores