Moradores de Guarapuava conversam sobre serviços de água e de esgoto

Mais uma reunião da Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) com a comunidade foi realizada na última semana. Desta vez, os moradores de Guarapuava receberam o Comunidade Sanepar, programa instituído para a empresa estar mais próxima da população. Líderes comunitários, políticos, representantes do poder público e moradores de vários bairros da cidade participaram do encontro, na última quinta (20).
Nas reuniões do Comunidade Sanepar, representantes da Companhia levam até a população informações sobre os serviços, as tarifas e os investimentos no município. Esse foi o segundo de vários encontros que devem ocorrer na região.
“São poucas empresas que se propõem a prestar de contas”, disse o vice-prefeito José Itacir Vezzaro ao parabenizar a Sanepar pela iniciativa. Ele citou a importância de a população “sair de suas casas, aproveitar a chance e participar desses encontros.”
AMPLIAÇÃO DAS REDES DE ÁGUA E ESGOTO – O gerente regional da Sanepar, Evandro Marcos Dalmolin, falou sobre os serviços prestados pela Companhia, as tarifas praticadas, a Tarifa Social e os investimentos realizados e previstos na cidade. Um desses investimentos é o de ampliação do sistema de abastecimento de água, cuja principal obra, a construção do novo reservatório de água tratada na Vila Santana, inicia este mês. No sistema de água, são mais de R$ 30 milhões em investimento.
Ele também citou as obras de ampliação da rede de esgoto. “Estamos ampliando a rede coletora no Industrial e no Xarquinho, estamos concluindo a ampliação da Estação de Tratamento de Esgoto Vassoural. Em maio, iniciam-se as obras tão esperadas de execução da rede coletora de esgoto nos bairros São João, Mirante da Serra e Boqueirão, este último o mais populoso de Guarapuava. São quase R$ 7 milhões investidos só nesses três bairros”, ressaltou Dalmolin.
INVESTIMENTOS – Nos últimos cinco anos, a Sanepar investiu mais de R$ 123 milhões no sistema de água de Guarapuava e cerca de R$ 68 milhões no esgotamento sanitário. “São recordes históricos do Governo do Estado”, citou o secretário estadual da Justiça, Trabalho e Direitos Humanos Artagão de Mattos Leão Júnior, presente no evento. A deputada estadual Cristina Silvestri também esteve no encontro.
DÚVIDAS – Nos encontros do Comunidade Sanepar a população tem, principalmente, a oportunidade de fazer perguntas, esclarecer dúvidas, registrar reclamações e receber orientação. Alceu Valdomiro do Nascimento, da União Guarapuavana das Associações de Moradores (Ugam), pediu a reativação do Conselho de Clientes. “Era um órgão que, quando existia, funcionava muito bem e acredito que faz falta para a comunidade.”
O empresário Valter Laurindo de Moraes, sabendo das obras da rede de esgoto que devem começar em breve no Boqueirão, bairro onde mora, aproveitou para tirar dúvidas. “No mapa de ampliação que a Sanepar mostrou, não vi a minha rua. Vim perguntar por que não constava e o que pode ser feito para atender a minha casa e as dos vizinhos”, disse.
Camila Caetano Padilha também queria explicações sobre como funciona a coleta do esgoto de acordo com o caimento da rua e se sua casa seria contemplada. “Nossa casa fica acima do nível da rua e queremos que seja atendida”, comentou. O presidente da Associação de Moradores do Mirante da Serra, Eder França Vieira, fez questão de citar a importância da obra da rede para a população. “Como os representantes do Poder Público disseram, saneamento é saúde. E, pra nós, é também economia. Não vamos mais gastar dinheiro com caminhão limpa-fossa”, disse.

Fonte: Assessoria de Comunicação Sanepar

 

AESBE - Associação Brasileira das Empresas Estaduais de Saneamento

SCS - Quadra 01 - Bloco H - Edifício Morro Vermelho - 16º andar - CEP: 70399-900 - Brasília-DF - Tel/Fax.: 55 61 3022-9600

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?