Inflação sobe acima do esperado, mas segue baixa

Valor Econômico
13/08/2020

Por Agências Internacionais

O índice de preços ao consumidor (IPC) subiu 0,6% em julho em relação a junho, informou ontem o Departamento do Trabalho. A chamada inflação núcleo, que exclui os preços de alimentos e energia, também subiu 0,6% no mês

A inflação ao consumidor subiu mais do que o esperado em julho nos EUA, refletindo a alta nos preços de bens e serviços. Mas a pressão inflacionária permanece bastante contida, com a demanda ainda reprimida pelo impacto da pandemia na economia.

O índice de preços ao consumidor (IPC) subiu 0,6% em julho em relação a junho, informou ontem o Departamento do Trabalho. A chamada inflação núcleo, que exclui os preços de alimentos e energia, também subiu 0,6% no mês.

Mas as tendências de longo prazo sugerem que a inflação continua contida. Numa base não ajustada sazonalmente, o IPC subiu 1% em julho em comparação a igual mês do ano passado, enquanto a medida núcleo avançou 1,6%.

“Não há nada a temer com relação a inflação sair do controle”, disse Scott Brown, da consultoria Raymond James & Associates.

 

 

AESBE - Associação Brasileira das Empresas Estaduais de Saneamento

SCS - Quadra 01 - Bloco H - Edifício Morro Vermelho - 16º andar - CEP: 70399-900 - Brasília-DF - Tel/Fax.: 55 61 3022-9600

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?