Guedes perde poderes para remanejar o Orçamento

Valor Econômico
04/03/2020

Por Edna Simão, Raphael Di Cunto e Matheus Schuch

Despacho do presidente estaria relacionado à questão burocrática e não à disputa de poder

Em meio às discussões sobre o veto ao Orçamento impositivo e rumores de cobrança por melhores resultados na economia, o presidente Jair Bolsonaro suspendeu “por tempo indeterminado” os poderes do ministro da Economia, Paulo Guedes, para abrir créditos orçamentários e remanejar gastos entre as áreas do Orçamento. O despacho do presidente foi publicado ontem no “Diário Oficial da União”.

Bolsonaro suspende poderes de Guedes de abrir créditos

Nos bastidores, fontes informaram que a medida não está relacionada a eventual perda de prestígio do ministro. Trata-se de blindar os técnicos que lidam com o Orçamento ante a ausência de instrumentos legais para executar o Orçamento impositivo, como no caso dos “restos a pagar”, cuja regulamentação está sendo negociada com o Congresso. Oficialmente, o Ministério da Economia informou que foi Guedes quem solicitou a suspensão das competências devido ao fato de seus assessores terem alertado sobre as dúvidas legais para a execução do Orçamento impositivo neste ano.

Com o despacho, o presidente Bolsonaro passa a ser o responsável, até que seja feita a regulamentação do Orçamento impositivo.

 

AESBE - Associação Brasileira das Empresas Estaduais de Saneamento

SCS - Quadra 01 - Bloco H - Edifício Morro Vermelho - 16º andar - CEP: 70399-900 - Brasília-DF - Tel/Fax.: 55 61 3022-9600

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

Create Account