Fundo britânico investirá R$ 370 milhões no Brasil até 2023

Por André Ramalho – Valor Econômico

17/07/2019 – 11:52

RIO – O governo britânico pretende investir, por meio do Fundo Prosperidade (Prosperity Fund), 80 milhões de libras esterlinas (cerca de R$ 370 milhões) no Brasil até 2023, em projetos de desenvolvimento econômico no país. Um dos principais focos de atenção do programa é o setor de energia, que receberá 25 milhões de libras (R$ 115 milhões).

Segundo o embaixador do Reino Unido no Brasil, Vijay Rangarajan, o objetivo é investir em projetos de transição para uma economia de baixo carbono. O programa britânico, por exemplo, apoia um projeto piloto em Juiz de Fora (MG) que prevê a instalação de uma biorrefinaria para produção de bioquerosene e outros combustíveis renováveis para transportes terrestre e aéreo.

O Prosperity Fund é um fundo de cooperação do governo britânico criado em 2015 para apoiar o desenvolvimento econômico e reformas nos países parceiros e vai investir cerca de 1,2 bilhão de libras esterlinas no mundo. Os recursos são não reembolsáveis.

“O intuito [do fundo] é aumentar a produtividade, reduzir a pobreza e expandir oportunidades para parcerias de negócios internacionais, incluindo com o Reino Unido”, comenta o embaixador.

Ele explica que os projetos são selecionados por meio de um processo de contratação pública aberta. Rangarajan conta ainda que os projetos não precisam, necessariamente, contemplar a encomenda de bens e serviços de empresas britânicas, mas que a expectativa é que o fundo gere oportunidades de ampliação de comércio e investimentos entre os países.

Além da área de energia, o Prosperity Fund apoia iniciativas em infraestrutura sustentável, tecnologias para cidades inteligentes, eficiência no sistema de saúde e melhorias na educação.

No Programa de Cidades Inteligentes, por exemplo, o governo britânico assinou um acordo com a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) para investir 5 milhões de libras no estudo e implementação de alternativas para a gestão de perdas de água nos sistemas de abastecimento de água da área metropolitana do Recife.

No Programa de Finanças Verdes, por sua vez, o fundo busca impulsionar investimentos em infraestrutura sustentável. O governo britânico assinou com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) um memorando de entendimento, em abril, para cooperação na área.

 

AESBE - Associação Brasileira das Empresas Estaduais de Saneamento

SCS - Quadra 01 - Bloco H - Edifício Morro Vermelho - 16º andar - CEP: 70399-900 - Brasília-DF - Tel/Fax.: 55 61 3022-9600

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?