Estudantes de Cascavel (PR) são estimulados a ser divulgadores da coleta seletiva

Os alunos do curso Técnico em Meio Ambiente, do Centro Estadual de Educação Profissional Pedro Boaretto Neto (CEEP), conheceram a Cooperativa dos Trabalhadores Catadores de Material Reciclável de Cascavel (Cootacar), na última segunda-feira (25). Eles questionaram e acompanharam atentos as explicações de Maria de Fátima Ferreira Brizola, presidente da Cooperativa, sobre o processo de reciclagem lá desenvolvido. Os cooperados têm interesse que os estudantes, assim como toda comunidade cascavelense, sejam multiplicadores do projeto de coleta seletiva da cidade.

Segundo Maria de Fátima, a unidade recebe em média 150 toneladas de resíduos por mês, porém 40% desse total precisa ser destinado ao aterro por se tratar de material orgânico ou inservível para a reciclagem. “As pessoas precisam aprender também sobre quais materiais podem ser disponibilizados para a coleta dos cooperados e que os vidros e objetos cortantes devem ser embalados com cuidado para evitar acidentes aos catadores”.

A assistente social da Cootacar, Alessandra Baldin, diz que é necessário formar multiplicadores para falar da importância e da correta separação do lixo. Segundo ela, o que a Cootacar recebe representa o resíduo de apenas 10% da população de Cascavel. “Se tivermos mais multiplicadores podemos ampliar a coleta, aumentar o volume arrecadado e o valor da renda dos cooperados e, até mesmo, cadastrar novos integrantes que aguardam na lista de espera por uma oportunidade de trabalho”, explica Alessandra.

SUSTENTABILIDADE DA ESCOLA AO RIO – A visita à Cootacar é mais uma das atividades do projeto “Sustentabilidade: da Escola ao Rio”. O projeto foi criado pela Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) em 2013 para estimular a conscientização e os cuidados com os rios urbanos. O objetivo principal é mobilizar alunos e professores, preferencialmente de cursos técnicos em Meio Ambiente, para ações socioambientais em rios urbanos.

“Quando o lixo é coletado e destinado adequadamente não vai parar nos rios, em ruas ou nos fundos de vale e melhora a qualidade ambiental da cidade”, destacou a assistente social da área de Meio Ambiente da Sanepar Célia Giacomel. A visita foi organizada e acompanhada por ela e pela coordenadora do curso Técnico em Meio Ambiente do CEEP, professora Lidinalva Rufino.

 

AESBE - Associação Brasileira das Empresas Estaduais de Saneamento

SCS - Quadra 01 - Bloco H - Edifício Morro Vermelho - 16º andar - CEP: 70399-900 - Brasília-DF - Tel/Fax.: 55 61 3022-9600

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?