Copasa tem se posicionado ‘fortemente’ sobre reajuste tarifário, diz presidente

Valor Econômico
03/03/2021

Por Taís Hirata

Iniciado no ano passado, processo considerado desafiador por ser o primeiro após o marco legal do setor segue em discussão

A Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) tem se posicionado “fortemente” sobre os critérios para o próximo reajuste tarifário da empresa junto à Agência Reguladora de Serviços de Abastecimento de Água e de Esgotamento Sanitário do Estado (Arsae), afirmou nesta quarta-feira o presidente da companhia, Carlos Eduardo de Castro.

O processo, iniciado no ano passado, segue em discussão. Neste momento, a companhia aguarda uma resposta do órgão regulador a seus últimos questionamentos, o que deve ocorrer até 22 de março.

O reajuste deverá ser definido até o início de julho, para que seja aplicado a partir do primeiro dia de agosto.

O processo é considerado desafiador pela Copasa por ser a primeira revisão tarifária de uma grande empresa do setor após o novo marco legal do saneamento, explica o executivo. A Arsae e a Copasa ainda não divulgaram qual a taxa de reajuste considerada ideal pelas partes.

“Temos nos colocado em todas as questões relevantes, em relação a questionamentos, metodologias e desafios que precisam ser levados em consideração, com o novo marco. Estamos confiantes e confortáveis com o nível de argumentação junto ao regulador”, afirmou Castro em teleconferência sobre os resultados da Copasa no quarto trimestre, divulgados ontem.

Um dos principais pontos de divergência é em relação ao cálculo da base de ativos da companhia, um item determinante nas revisões. Além disso, a empresa questiona a proposta de uma segunda categoria de tarifa social dos usuários.

 

AESBE - Associação Brasileira das Empresas Estaduais de Saneamento

SCS - Quadra 01 - Bloco H - Edifício Morro Vermelho - 16º andar - CEP: 70399-900 - Brasília-DF - Tel/Fax.: 55 61 3022-9600

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?