CASAN orienta moradores de Forquilhinha (SC) sobre ligação ao sistema público de esgoto

Profissionais da Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (CASAN) de Forquilhinha estão realizando trabalho de campo nos bairros beneficiados pelo novo sistema de esgotamento sanitário. A infraestrutura de coleta e tratamento está em pré-operação e desde o mês de março os moradores estão autorizados a realizar a conexão de sua residência à rede de coleta.

Durante a visita, a equipe verifica a presença da Caixa de Inspeção (CI) instalada em frente às residências e se o morador estiver em casa entrega folder explicativo sobre como deve ser a conexão das casas à rede, assim como o aviso de início de funcionamento do serviço de coleta e tratamento de esgoto. No caso de ausência do morador o material é colocado na caixa de correio.

A visitação está sendo realizada nos bairros Centro, Vila Lourdes, Santa Clara, Santa Isabel, Santa Ana e Clarissas, atendidos na primeira etapa do sistema público de esgotamento sanitário.

A orientação da CASAN é de que os proprietários direcionem o fluxo interno de esgoto para a Caixa de Inspeção (CI), que foi implantada na frente do imóvel. A partir dessa ligação é recomendável desativar e enterrar fossa e sumidouro, para evitar formação e acúmulo de gases.

A Caixa de Inspeção é o ponto que marca até onde a CASAN terá responsabilidade sobre o sistema. Na parte interna, cabe ao morador providenciar as adaptações para que possa ser atendido com o sistema público de coleta e tratamento de esgoto. Os custos de mão de obra e com materiais hidráulicos usados internamente também são responsabilidade do morador.

A previsão é de que nos meses de junho ou julho, com operacionalização definitiva do sistema de esgotamento sanitário, a CASAN inicie a cobrança pelo serviço, que equivale a 100% da fatura de água.

A primeira etapa do Sistema Público de Esgotamento Sanitário de Forquilhinha atende os bairros Centro, Vila Lourdes, Santa Clara, Santa Isabel, Santa Ana e Clarissas, proporcionando coleta e tratamento para 35% dos moradores do município da Região Sul Catarinense. O investimento totaliza R$ 25,6 milhões, viabilizados com recursos da Caixa, por meio do PAC 2, e contrapartida da CASAN.

Os recursos integram o Plano de Investimentos da CASAN, que prevê 1,6 bilhão somente para esgotamento sanitário. Atualmente há obras de esgotamento sanitário em execução em mais de 30 cidades. A meta é levar Santa Catarina a um dos primeiros lugares do ranking de saneamento em 2018-2019.

 

AESBE - Associação Brasileira das Empresas Estaduais de Saneamento

SCS - Quadra 01 - Bloco H - Edifício Morro Vermelho - 16º andar - CEP: 70399-900 - Brasília-DF - Tel/Fax.: 55 61 3022-9600

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?