Nota técnica orienta companhias de saneamento sobre ações para maior eficiência durante a pandemia

Para minimizar os efeitos da pandemia durante o período de enfrentamento da Covid-19, a Câmara Técnica de Desenvolvimento Operacional (CDO) emitiu, neste mês de junho, uma nota técnica para parametrizar as operações prestadas pelas companhias estaduais de saneamento, responsáveis por cerca de 75% de abastecimento de água e 60% de esgotamento sanitário urbano de todo o país.

No documento compartilhado com todas as suas associadas, a Aesbe reforça seu compromisso institucional de, por meio da CDO, trabalhar para que as concessionárias atinjam seu nível máximo de excelência nos serviços de saneamento e alcancem a sustentabilidade na prestação de abastecimento de água à população.

Entre as iniciativas mencionadas na nota técnica para aumentar a eficiência, está o controle de pressão na rede, de forma a diminuí-lo nas localidades onde ela está alta e aumentá-lo onde ela está baixa. Isso possibilita o abastecimento dos trechos críticos do sistema, nos quais normalmente ocorrem as menores pressões.

Com a medida, a expectativa é a redução também dos volumes perdidos, que passam a estar disponíveis para o consumo. Para tanto, segundo o documento, indica-se buscar o abastecimento de todos e de modo otimizado, por meio da avaliação das condições de operação da rede de distribuição e da realização de intervenções, como implantação e substituição de tubulações e de válvulas redutoras de pressão.

SAIBA MAIS

A Câmara Técnica de Desenvolvimento Operacional da Aesbe foi criada em 2012, empenhada para melhorar a eficiência na gestão operacional dos sistemas, promovendo a disseminação e o intercâmbio de tecnologias e informações, bem como a realização de eventos e capacitações por meio de seminários.

Entre seus objetivos, estão complementar os esforços na redução de perdas de água e, consequentemente, melhorar o desempenho na prestação dos serviços de abastecimento de água dirigidos à população.

Mesmo em tempos de pandemia, a CDO tem promovido reuniões virtuais para o compartilhamento de experiências e a discussão de estratégias que resultem em maior eficiência operacional das companhias estaduais de abastecimento.

Além do coordenador da CDO, Alexandre Gomes de Souza (Saneago), e do secretário da CDO, Glauco Cayres de Souza (Embasa), assinam a nota técnica os 50 membros da câmara, todos servidores efetivos de companhias estaduais de saneamento.

Clique AQUI para fazer o download da Nota Técnica nº 01/2020/Câmara de Desenvolvimento Operacional-CDO.

 

AESBE - Associação Brasileira das Empresas Estaduais de Saneamento

SCS - Quadra 01 - Bloco H - Edifício Morro Vermelho - 16º andar - CEP: 70399-900 - Brasília-DF - Tel/Fax.: 55 61 3022-9600

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?