Cagece investe em inovação e utiliza drones para fiscalizar obras

Com informações da Cagece
15/10/2021

Drones são utilizados pela Cagece para fiscalizar obras à distância

A Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) passou a investir neste ano em uma série de inovações tecnológicas, para incrementar qualidade e rapidez na atuação da fiscalização de campo. Como parte deste processo, a companhia utiliza drones na fiscalização de obras que, atrelada a uma plataforma de webconferência, é capaz de armazenar dados dos vídeos realizados na nuvem e possibilitar a realização de reuniões com a utilização dos vídeos, podendo os mesmos serem ao vivo ou gravados a depender dos participantes e do objetivo da reunião.

Em função da grande diversidade de obras, suas características intrínsecas, escopo físico e distanciamento geográfico, essa inovação possibilita incrementar uma maior qualidade e rapidez na atuação da fiscalização de campo.  “Nesse momento de pandemia em que a limitação de pessoas em campo é crucial, a utilização dessa tecnologia foi diferencial nas tomadas de decisão em campo. Destaca-se ainda que essa ferramenta possibilita a difusão de informações em todos os níveis de gestão, sempre com o intuito de obter os melhores resultados”, afirmou José Carlos Lima Asfor, diretor de Engenharia da Cagece.

Os voos são realizados por piloto profissional, preliminarmente orientado pela equipe de fiscalização de campo, podendo ser registrado trechos de obras em uma qualidade HD com possibilidade de uma visão geral, focando até mesmo no detalhe de cada estrutura, equipamento e pessoal existente na obra.

Em função dos vídeos, são realizadas reuniões semanais de cada obra com duração de 15 a 30 minutos ao longo de todos os trechos de cada obra. Isso possibilita a participação de gestores, engenheiros e técnicos, tanto das contratadas como da fiscalização, provendo um melhor alinhamento de todos os atores responsáveis ao bom andamento do empreendimento, tanto sob o aspecto de qualidade como em termos de celeridade e cumprimento das metas semanais e mensais dos cronogramas.

A principal contribuição dessa ferramenta é a possibilidade de resolução de problemas de forma célere em campo, antes que adquiram complexidade de difícil resolução, culminando em atrasos e prejuízos incalculáveis para a companhia e a população que receberá o benefício final. Fora isso, a eliminação da necessidade de deslocamento e visão sistêmica que o sobrevoo proporciona aos participantes promove um ganho na qualidade do andamento das obras e um maior controle da Companhia em sua carteira de investimentos. Em várias situações, projetistas, contratada, engenheiro de campo e até mesmo a alta gestão ao invés de se deslocarem para discutir problemas “in loco” se utilizam desse ferramental para desenvolver soluções de forma integrada a partir das imagens geradas e da plataforma de web conferência.

Como exemplo, cita-se a aplicação na obra de melhorias do Sistema de Esgotamento Sanitário de Maracanaú, município que se localiza na região metropolitana de Fortaleza e cujo objeto tem valor de investimento de mais de 85 milhões, possuindo hoje 2 voos por semana, com reuniões semanais e integradas entre os “stakeholders” do projeto.

 

AESBE - Associação Brasileira das Empresas Estaduais de Saneamento

SCS - Quadra 01 - Bloco H - Edifício Morro Vermelho - 16º andar - CEP: 70399-900 - Brasília-DF - Tel/Fax.: 55 61 3022-9600

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?