Cadastro comercial ajuda Casal a encontrar ligações fraudulentas

Uma nova medida, iniciada em meados de agosto de 2017, faz com que a Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal) identifique problemas no abastecimento de água com mais facilidade e realize as devidas melhorias. Esse método é o programa de cadastro comercial da empresa, que está funcionando apenas para os moradores dos bairros do Antares, Salvador Lyra, Dubeaux Leão, Santa Lúcia e Pouso da Garça, atendidos pela Unidade de Negócio Benedito Bentes.

Com o projeto, que faz parte do Programa de Combate às Perdas e já conta com mais de 15 mil matrículas feitas, a unidade faz a modelagem hidráulica e realiza análises operacionais da rede de água para conseguir dados sobre vazão e pressão. Isso ajuda a Companhia a encontrar os locais onde existem ligações clandestinas e os famosos “gatos” (by pass).

“A nossa meta é reduzir as perdas da região, que giram em torno de 60%, além de equilibrar as pressões, o que diminui o índice de vazamentos. E também reduzir o custo operacional, que incide indiretamente sobre a eficiência financeira do sistema de gestão de redes da Casal”, explica Wanderson da Silva, técnico da Gerência de Produção e Desenvolvimento Operacional (Gedop) da Companhia.

Segundo ele, quando estiver concluído, o trabalho consistirá de várias fases, sendo o geocadastro técnico e comercial; o diagnóstico com simulação hidráulica virtual, para verificar o possível comportamento das redes após a instalação do sistema; a setorização com delimitação de áreas; a macromedição das adutoras primárias; a instalação de sensores de pressão e válvulas de redução de pressão; a telemetria/telecomando e, por último, o sistema de supervisão remota para o monitoramento e controle pela Central de Perdas (CEMORP).

O setor de cadastro comercial da Unidade de Negócio Benedito Bentes afirma que esse novo meio irá melhorar o abastecimento para a população, uma vez que ajuda a Casal a descobrir fraudes.

Esse trabalho contou com a participação de Amanda Tenório e Letícia Calazans, da Gedop, para cadastro de redes, Carlos Esthefano, para dirigir as informações do cadastro técnico de redes junto aos encanadores, Larissa Dantas, para cadastro geolocalizado das ligações comerciais, Eduardo Barbosa, para direção das ações de cadastro comercial na plataforma de geoprocessamento, Wolace Primo, para medição de pressão e demais informações de campo, Alberto Carlos, para medição de pressão e atualização de redes, Wanderson da Silva e Jorge Briseno, na coordenação, além de Elane Cavalcanti, para simulações hidráulicas.

 

AESBE - Associação Brasileira das Empresas Estaduais de Saneamento

SCS - Quadra 01 - Bloco H - Edifício Morro Vermelho - 16º andar - CEP: 70399-900 - Brasília-DF - Tel/Fax.: 55 61 3022-9600

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

Create Account