‘Água é o que as pessoas pedem primeiro’, diz arquiteto sobre enchentes, apagões e crises na pandemia

Folha de São Paulo
21/04/2021

Por Gabriela Caseff

Iniciativa Florescer concorre na Escolha do Leitor em que público pode, além de votar em suas preferidas, doar para ações de enfrentamento à Covid-19

Apagão em Macapá, enchente no Acre, rompimento de barragem no Maranhão, falta de saneamento em favelas paulistanas. Os problemas que demandaram água potável emergencial no Brasil no último ano testaram o potencial de iniciativas que atuam pela universalização do acesso.

“Água é o que as pessoas pedem primeiro”, diz Felipe Gregório, fundador da Florescer Brasil. A empresa social cria soluções baratas, criativas e personalizadas de abastecimento, que iniciam com o diagnóstico da região.

“Macapá é peculiar porque a tubulação fica submersa abaixo das palafitas”, explica o arquiteto. O esgoto das casas também passa pela tubulação, que tem água carregada de metais pesados.

O projeto desenvolvido pela Florescer deve substituir o encanamento, perfurar poços e levar água potável até as casas. “É muito difícil uma solução única que resolva todos os problemas desde a torneira ao acesso básico”, diz Felipe.

Na região do Grajaú, zona Sul de São Paulo, a saída foi espalhar lavatórios públicos feitos a partir de tambores de óleo. Com apoio da Sabesp e de empresas doadoras, a Florescer instalou 436 pias comunitárias que permitem a lavagem das mãos e ajudam a reduzir a transmissão do coronavírus.

A iniciativa impactou 650 mil pessoas durante a pandemia e foi um dos destaques no Prêmio Empreendedor do Ano em Resposta à Covid-19.

Como a visita para o diagnóstico das dores da população depende de recursos e do tempo e organização de uma equipe de sete pessoas –e as emergências não param– a empresa social desenvolveu um aplicativo para facilitar o trabalho. “Os moradores respondem a um questionário no app e conseguimos filtrar as necessidades”, diz Felipe.

Para garantir a sustentabilidade da empresa, em que parte das ações é destinada ao impacto socioambiental, a equipe capitaneada por Felipe, que tem a esposa Marina Breves como sócia, desenvolveu totens que serão instalados em parques urbanos. O projeto teve aval da Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente do governo de São Paulo.

Com espaço para exposição de mídia, os totens de material reciclável oferecem água potável gratuitamente. “A cada dez unidades instaladas, uma será em comunidades.”

O arquiteto conta que empresas vêm montando departamento para destinar recursos para causas como a sua. O reconhecimento no Empreendedor Social trouxe novos parceiros e apoiadores. “O novo normal sem mudar não adianta nada”, diz.

No país em que quase metade da população não tem esgoto tratado, segundo o Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento, o campo de atuação de iniciativas como a Florescer é vasto. Agora, à agenda lotada de chamados de Felipe, soma-se um mais que especial: “Minha esposa está grávida.”

A Florescer vai à votação popular na categoria Mitigação da Covid-19, concorrendo com outras nove iniciativas na Escolha do Leitor.

COMO VOTAR NA ESCOLHA DO LEITOR

Passo 1 Acesse folha.com/escolhadoleitor2021 e escolha a iniciativa que mais fez seus olhos brilharem

Passo 2 Clique no botão “Quero votar” e aguarde a confirmação

Passo 3 Faça uma doação para uma delas clicando em “Doar agora”

Passo 4 Preencha seus dados, valor da doação e clique em “Enviar”

O público poderá eleger seu finalista favorito em cada uma das categorias em formato inovador no qual a enquete, no site da Folha, torna-se também plataforma de doação.

Os vencedores, tanto os recordistas de votos quanto os líderes na captação de doações, serão anunciados ao longo de 2021. As doações obtidas na Escolha do Leitor serão destinadas aos projetos da Florescer.

 

AESBE - Associação Brasileira das Empresas Estaduais de Saneamento

SCS - Quadra 01 - Bloco H - Edifício Morro Vermelho - 16º andar - CEP: 70399-900 - Brasília-DF - Tel/Fax.: 55 61 3022-9600

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?