Aesbe debate infraestrutura de saneamento em workshop promovido pela Fiesp

A Aesbe foi uma das protagonistas no Workshop Infraestrutura: Perspectivas para o Setor de Saneamento no Brasil, realizado na tarde desta quarta-feira (11/3), na sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp). Além do diretor-presidente da Aesbe, Marcus Vinícius Fernandes Neves, palestraram o gerente da área de Desestatização e Estruturação de Projetos do BNDES, Jorge Luiz Sellin Assalie; o vice-presidente de Relações Institucionais da Aegea Saneamento, Rogério Tavares; e o sócio-líder de Governo e Infraestrutura (G&I) da KPMG Brasil e América Latina, Maurício Endo. Os debates foram moderados pelo diretor adjunto da Divisão de Saneamento do Departamento de Infraestrutura da Fiesp, Ricardo Toledo.

O encontro promovido pela Fiesp teve como objetivo suscitar o debate e fomentar a compreensão sobre os principais gargalos no setor de infraestrutura. O tema é pertinente no contexto do saneamento do nosso País, visto que um novo marco regulatório entrou na pauta de discussões do Congresso Nacional em 2018 e, atualmente, está no Senado para votação em Plenário. Desde que a administração federal classificou o Projeto de Lei nº 4.162/2019 como prioritário, o setor de infraestrutura vem discutindo medidas como a qualificação da política de fomento no âmbito do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) e a ampliação da participação do BNDES na modelagem dos projetos, entre eles os de saneamento.

Para Marcus Vinícius Neves, o evento, que lotou o auditório da Fiesp, foi bastante proveitoso. “Tivemos a oportunidade de debater o saneamento em alto nível de maturidade com uma série de autoridades. Em nome da Aesbe, pudemos expor os avanços das companhias estaduais no processo de melhoria da infraestrutura e universalização do saneamento, demonstrando, de forma taxativa, que, da nossa parte, não há qualquer empecilho para que tenhamos uma associação entre o público e o privado, até porque essa é uma posição que defendemos como possível solução para os problemas do saneamento do País”, explicou.

O diretor-presidente da Aesbe comentou que, como resposta à demonstração de compromisso das companhias estaduais para com o incremento do saneamento no Brasil, a plateia de empresários manifestou, durante e mesmo após o evento, o entendimento de que há espaço para o setor privado sem que se precise abdicar da permanência das empresas estaduais. “Obviamente, considerando-se os ajustem que têm de ser feitos, de eficiência, de compromissos e de resultados, nossa postura se mantém no sentido de reconhecer os grandes desafios, mas sempre apresentando alternativas, números e valores capazes de serem transformados em obras e resultados que levem a universalização para a população”, ressaltou.

Marcus Vinícius Neves ainda elogiou a iniciativa da Fiesp de promover um evento específico para a área de infraestrutura com a participação de autoridades ligadas ao saneamento. Ele destacou que esse tipo de ação acaba por confluir com a estratégia da Associação em defesa de suas associadas, visto que muitos empresários são favoráveis à parceria entre o público e o privado. 

 

 

AESBE - Associação Brasileira das Empresas Estaduais de Saneamento

SCS - Quadra 01 - Bloco H - Edifício Morro Vermelho - 16º andar - CEP: 70399-900 - Brasília-DF - Tel/Fax.: 55 61 3022-9600

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?