Saneamento é o ‘novo pré-sal’ do Brasil, diz ministro da Infraestrutura

Valor Econômico
14/11/2019

Por Rafael Bitencourt

Segundo Tarcísio Freitas, investidores têm demonstrado grande apetite pelo setor e aguardam apenas definição de regras claras para injetar recursos na área

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, disse nesta quarta-feira que os investidores estrangeiros têm demonstrado grande apetite pelo setor de saneamento básico no Brasil. Segundo ele, o mercado aguarda apenas a definição de regras claras para injetar recursos nesse segmento.

“Existe um mundo de oportunidades. Eu diria que o saneamento é o novo pré-sal, com uma necessidade enorme de universalizar os serviços. A gente precisa brigar por um marco legal que dê clareza”, disse o ministro mais cedo, no “Workshop: PPP’s e Concessões” promovido pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

No evento, Freitas disse que os investidores têm demonstrado interesse especial pelos serviços de fornecimento de água e tratamento de esgoto ao discutir oportunidades no segmento de transportes.

No evento, Freitas disse que os investidores têm demonstrado interesse especial pelos serviços de fornecimento de água e tratamento de esgoto ao discutir oportunidades no segmento de transportes.

“A quantidade de investimentos que podem vir para o setor de saneamento é sem precedente. A gente fala com operadores de infraestrutura no mundo com várias posições, que operam rodovias, operaram ferrovias, mas hoje eles chegam para você e dizem: ‘eu quero saber [do serviço] de água’”, afirmou Freitas.

O setor projeta a necessidade de investir ao menos R$ 600 bilhões para universalizar os serviços de água e esgoto no Brasil. Na última segunda-feira, reportagem do Valor mostrou que, dos 5.570 municípios brasileiros, apenas 343 (6%) atingiram o índice de cobertura acima de 90% para o abastecimento de água e de 60% para a coleta e o tratamento de esgoto. Estes parâmetros foram definidos no novo marco legal discutido no Congresso Nacional.

“O saneamento vai explodir a partir do momento que a gente acertar a questão do marco legal, definir a questão das competências, ter uma pouco mais de clareza sobre as regras do jogo. Então, os processos de PPP e concessão de saneamento vão aparecer aos montes”, destacou o ministro.

Ainda no evento, Freitas falou dos desafios de manter os investidores interessados pelos projetos de infraestrutura no Brasil depois do estímulo inicial da apresentação das oportunidades nos road shows internacionais.

 “Com o investidor, você conversa o tempo todo, estabelece o primeiro contato e tem que mantê-lo informado. Depois, volta ao exterior, fala com ele de novo, uma vez, outra vez, e diz: olha, a gente é mais legal, a gente é mais bonito… No Brasil, igual [disse o cantor] Roberto Carlos, ‘daqui para frente tudo vai ser diferente’”, afirmou o ministro, que mencionou trecho de canção popular para reafirmar que os erros de gestões anteriores foram corrigidos.

 

AESBE - Associação Brasileira das Empresas Estaduais de Saneamento

SCS - Quadra 01 - Bloco H - Edifício Morro Vermelho - 16º andar - CEP: 70399-900 - Brasília-DF - Tel/Fax.: 55 61 3022-9600

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

Create Account