Ministros vão a fórum com Maia, Alcolumbre e outras lideranças em Campos do Jordão, SP

Evento ocorre durante todo o dia nesta sexta-feira (5). Emprego e reforma da previdência são temas de painéis que terão como palestrantes políticos. Cinco governadores estarão presentes.

Por G1 Vale do Paraíba e região

05/04/2019 07h14

Os ministros Paulo Guedes, Ricardo Vélez e Ricardo Salles participam nesta sexta-feira (5), como palestrantes, do fórum empresarial Lide, em Campos do Jordão (SP). O evento, um dos mais importantes do segmento no país, vai reunir ainda os presidentes da Câmara e do Senado, os democratas Rodrigo Maia e Davi Alcolumbre, além de cinco governadores.

No cenário recente de troca de farpas públicas entre o presidente Jair Bolsonaro (PSL) e Maia, conflito e tumulto nas discussões sobre a reforma da presidência e instabilidade no Ministério da Educação (MEC), os políticos, em busca de articulação de um novo cenário, vão debater com empresários e autoridades temas econômicos e políticos de interesse nacional. Presidentes de bancos também confirmaram participação.

Os seminários serão abertos às 8h30 pelo governador de São Paulo, João Doria (PSDB). Serão quatro painéis. O evento, cujo tema é ‘O Novo Brasil’ está previsto para terminar às 18h e é acompanhado pelo G1.

A programação dos painéis começa com os ministros Vélez e Salles, quec chefiam o MEC e Meio Ambiente respectivamente. Eles vão discutir as perspectivas de desenvolvimento social para a transformação do país.

Vélez está no centro de uma crise instalada no MEC desde janeiro, que tem como saldo mais de uma dezena de demissões, conflitos sobre a condução da pasta e ameaça à execução de metas. Salles também se envolveu em polêmicas ao avaliar como impreciso os dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) sobre desmatamento e ser condenado por improbidade em um processo da época que estava à frente da Secretaria Estadual do Meio Ambiente em São Paulo.

Depois, às 10h, o tema do painel é emprego com o ministro Paulo Guedes. Ele foi o centro das atenções nesta semana no depoimento à Comissão de Constituição e Justiça da Câmara, destinada à apresentação para os parlamentares da reforma da Previdência. O clima foi de animosidade e a sessão acabou em confusão depois que o ministro foi ofendido.

A reforma da previdência é apontada como salvaguarda à retomada do ritmo econômico do país e escapatória de uma possível nova recessão. O país tem quase 13 milhões de desempregados.

Às 11h o painel com os presidentes da Câmara e do Senado vai discutir o que pode mudar no país com a ‘nova previdência’.

Os governadores vão encerrar a agenda do Lide com exposições e debates sobre segurança e capitalização dos estados. Além de Doria, vão participar do painel os governadores Ibaneis Rocha (DF); Ronaldo Caiado (GO), Ratinho Jr. (PR) e Eduardo Leite (RS).

Para Doria, que chegou a Campos do Jordão na tarde de quinta-feira (5), a reforma da previdência será o grande tema do fórum. Ele defendeu a aprovação de um novo modelo. “A reforma é necessária ao Brasil, se o país quiser voltar ao rumo do crescimento e voltar a atrair investimentos estrangeiros”, disse em entrevista à TV Vanguarda.

 

AESBE - Associação Brasileira das Empresas Estaduais de Saneamento

SCS - Quadra 01 - Bloco H - Edifício Morro Vermelho - 16º andar - CEP: 70399-900 - Brasília-DF - Tel/Fax.: 55 61 3022-9600

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?