Ministério libera R$ 62 milhões para obras de saneamento em Curitiba e RMC

Gazeta do Povo
10/12/2020

Por Anderson Gonçalves

O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, esteve nesta quinta-feira (9) em Curitiba, onde liberou recursos da ordem de R$ 62,1 milhões para obras de saneamento no Paraná. Destinados a Curitiba, Campo Largo e Colombo, os investimentos servirão para controle de cheias, amortecimento nas bacias, saneamento integrado, drenagem urbana e elaboração de estudos e projetos.

O maior investimento, de R$ 31,8 milhões, será destinado à construção de bacias de contenção, saneamento, drenagem e implantação de parques urbanos em Colombo, ao longo do curso do Rio Palmital. As obras vão beneficiar as cidades de Pinhais, Colombo, Curitiba, São José dos Pinhais e Piraquara. Do montante liberado, R$ 20 milhões já foram empenhados e a ordem de serviço poderá ser executada nas próximas semanas.

“Queremos minimizar o impacto dos ribeirinhos próximos aos rios Iguaçu, Palmital, Iraí, Piraquara, Itaqui e Mascate. Esses rios ficarão com vazão dentro da caixa e o que for extrapolar cairá nas bacias de detenção, minimizando as cheias que atingem pessoas que já vivem em situação de vulnerabilidade”, afirma José Luiz Scroccaro, diretor de Saneamento Ambiental do Instituto Água e Terra (IAT). “Vamos completar um circuito para minimizar as cheias e inundações, auxiliando os municípios a se planejarem para as próximas décadas”

Depois das obras em Colombo, as próximas etapas do projeto envolvem Pinhais e Fazenda Rio Grande. O primeiro município receberá uma bacia de detenção e a proteção das margens da foz do Rio Palmital, onde ele se encontra com o Rio Iraí, facilitando o leito natural de ambos. Em Fazenda Rio Grande será feito o alargamento das margens e desassoreamento do Rio Mascate, além da construção de cinco pontes sobre ele e duas bacias de detenção e proteção de cheias, uma delas nas proximidades da BR-116.

Rios e bacias receberão intervenções

O Ministério do Desenvolvimento Regional também liberou R$ 4,7 milhões para intervenções nas calhas dos rios e bacias dos rios Belém, Pinheirinhos, Água Verde, Pilarzinho e Juvevê, em Curitiba. Outros R$ 12 mil foram repassados à prefeitura da capital para a elaboração de estudos e projetos de engenharia para o manejo de águas pluviais.

O ministério repassou ainda R$ 11 milhões para quatro ações de saneamento básico que estão em execução em Curitiba e Campo Largo. A maior parte, R$ 8,8 milhões, será utilizada para intervenções de saneamento integrado nas bacias do Rio Formosa e Rio Ribeirão dos Padilha, na capital. Além disso, Curitiba recebeu R$ 116,8 mil para a elaboração de estudos e projetos. Para Campo Largo foram destinados R$ 2 milhões para obras de drenagem urbana.

Curitiba também recebeu recursos para drenagem urbana sustentável, no valor de R$ 14,5 milhões, na Bacia de Detenção do Rio Mossunguê, incluindo obras e desapropriações, e para a execução de intervenções no Rio Bacacheri.

 

 

AESBE - Associação Brasileira das Empresas Estaduais de Saneamento

SCS - Quadra 01 - Bloco H - Edifício Morro Vermelho - 16º andar - CEP: 70399-900 - Brasília-DF - Tel/Fax.: 55 61 3022-9600

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?