Investimentos no setor de esgotamento sanitário são destaques em panorama nacional

Portal Saneamento Básico
12/08/2021

De janeiro a julho deste ano, mais de 23 bilhões de litros de esgoto in natura deixaram de ser descartados no meio ambiente, em Piracicaba.

Os números obtidos no município demonstram a relevância do trabalho realizado pela concessionária Mirante, que contribui diretamente com a inserção da cidade em um patamar de destaque frente ao panorama do setor. O resultado apresentado em Piracicaba vai na contramão do cenário nacional, segundo o “Esgotômetro”, plataforma que apresenta os índices registrados diariamente no país, lançada na última semana pelo Instituto Trata Brasil.

Segundo a ferramenta, do início do ano até o momento, o Brasil registrou o índice alarmante do equivalente a mais de 1,168 milhão de piscinas olímpicas com esgoto descartado sem tratamento na natureza. Caminhando no sentido oposto, com os recursos financeiros, a estrutura tecnológica e o atendimento implantados em Piracicaba, foram tratados o equivalente a 9.429 piscinas olímpicas, cada uma com 2,5 milhões de litros de efluente, no período analisado.

Esses investimentos refletem diretamente na qualidade de vida da população, que passa a viver em um ambiente mais saudável e saneado. Para se ter uma ideia dos benefícios, nos últimos estudos que avaliaram o Ranking do Saneamento (2020-2021), o número de internações causadas por doenças relacionadas à falta de saneamento, como diarreia, teve redução significativa. Além da área da saúde, educação, valorização imobiliária, emprego e renda são outros setores favorecidos pelos avanços proporcionados pelo saneamento.

“Os indicativos registrados em Piracicaba são dignos de comemoração, pois atestam que os recursos empregados no município são efetivos e agregam benefícios nas esferas ambiental e de desenvolvimento social. O piracicabano pode se sentir privilegiado em estar inserido em um cenário diferenciado, que serve de vitrine para outros municípios que ainda estão longe desta realidade”, afirma de diretora-presidente da Mirante, Silvia Leticia Tesseroli.

ESGOTÔMETRO

Inspirado no impostômetro, o ‘Esgotômetro’ é uma ferramenta lançada pelo Instituto Trata Brasil, que tem o intuito de dar mais visibilidade à precariedade dos serviços de saneamento no país. No Brasil, são despejados na natureza, diariamente, o equivalente a 5,3 mil piscinas olímpicas de esgoto sem tratamento – o Esgotômetro faz esse cálculo diário desde 1º de janeiro de 2021. Até agora, o país já despejou mais de 1,168 milhão de piscinas olímpicas com esgoto sem tratamento na natureza e o número segue aumentando. Para se ter uma ideia, de todo o esgoto gerado no país, estima-se que somente 46% seja tratado.

Para o presidente-executivo do Instituto Trata Brasil, Édison Carlos, as informações sobre saneamento básico são o grande motor da instituição para cumprir com o objetivo, que é de conscientizar e mobilizar a sociedade brasileira. “O acesso à informação pode transformar uma sociedade, entendemos que quanto mais se conhece sobre a realidade do saneamento básico no Brasil, mais temos base para cobrar os responsáveis. O esgotômetro, por exemplo, é uma ferramenta que ilustra o tamanho do desafio que temos, quando estamos simplesmente destruindo a natureza com lançamento de esgoto sem tratamento todos os dias”, diz Édison.

Fonte: Jornal de Piracicaba.

 

AESBE - Associação Brasileira das Empresas Estaduais de Saneamento

SCS - Quadra 01 - Bloco H - Edifício Morro Vermelho - 16º andar - CEP: 70399-900 - Brasília-DF - Tel/Fax.: 55 61 3022-9600

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?