Empresas de saneamento pedem ao governo prioridade na vacinação de funcionários

Valor Investe
17/03/2021

Por Rita Azevedo

No momento mais crítico da pandemia, afirma a Associação Brasileira das Empresas Estaduais de Saneamento (Aesbe), as equipes de trabalho estão mantendo as operações de água e esgoto

As empresas estaduais de saneamento pediram ao Ministério da Saúde que os funcionários que atuam diretamente no abastecimento de água e no tratamento de esgoto tenham prioridade na vacinação contra a covid-19.

Em carta enviada no dia 5 de março ao ministério, a Associação Brasileira das Empresas Estaduais de Saneamento (Aesbe) diz que o plano de vacinação prioriza a preservação do funcionamento dos serviços sociais, mas que desconsiderou o saneamento básico como tal.

No momento mais crítico da pandemia, afirma a Aesbe, as equipes de trabalho estão mantendo as operações de água e esgoto, a despeito dos riscos a que estão expostos.

“Trabalhamos na prevenção, no combate mais primário da doença, fornecendo água para a lavagem das mãos”, disse Marcus Vinícius Fernandes Neves, presidente da Aesbe, em entrevista ao Valor. “A ideia não é que eu seja a prioridade na fila de vacinação, mas sim as pessoas que estão na rua, no front, que trabalham no tratamento de esgoto, que fazem consertos na rua, que estão nos caminhões.”

Segundo Neves, que também preside a Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa), a Aesbe não tem uma estimativa de quantas pessoas poderiam entrar no grupo de prioritários. Até ontem, o Ministério da Saúde não deu retorno à solicitação.

 

AESBE - Associação Brasileira das Empresas Estaduais de Saneamento

SCS - Quadra 01 - Bloco H - Edifício Morro Vermelho - 16º andar - CEP: 70399-900 - Brasília-DF - Tel/Fax.: 55 61 3022-9600

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?