Cagece mantém projetos sociais para atuar no combate da pandemia

Empresa disponibiliza equipamentos públicos para manter a higiene da população e atua com programa de voluntariado

A Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) tem se destacado por desempenhar um papel social no período da pandemia. Além de atuar na linha de frente, garantindo o abastecimento e tratamento de água à população cearense, a empresa criou projetos para ajudar no combate do coronavírus por meio do programa de voluntariado e, também, da disponibilização de equipamentos próprios, criados por suas gerências.

Logo no início da pandemia, a Cagece instalou pias em Fortaleza e no interior do estado. Elas oferecem água e sabão, permitindo que os pedestres lavem suas mãos de forma prática e rápida durante a correria do dia a dia. Também foi colocado à disposição das pessoas, especialmente aquelas em situação de rua, um contêiner, em parceria com a Associação Ame Bem. O objetivo do equipamento, localizado no Parque Bisão, na capital, é ajudar quem não tem condições de manter sua higiene pessoal de forma adequada.

Os copos da Água de Beber, produzidos pela Cagece, são fornecidos ao projeto social Macarrão Amigo Fortaleza, que doa marmitas a pessoas em situação de vulnerabilidade.

Já o programa de voluntariado, em funcionamento desde 2011, tem atuado em benefício de entidades filantrópicas e comunidades carentes. Com cerca de 108 colaboradores inscritos e 19 instituições cadastradas entre Fortaleza, Juazeiro do Norte, Crato e Quixadá, ele busca, hoje, arrecadar verbas para a compra de cilindros de oxigênio para o Recanto Sagrado Coração, que acolhe idosas acima de 60 anos.

Vacinação para trabalhadores do saneamento básico

A Associação Brasileira das Empresas de Saneamento Básico (Aesbe) trabalha pela priorização da vacinação de empregados das companhias estaduais de saneamento básico, em especial os que atuam na área de Operação e Manutenção, que os deixam mais expostos à contaminação. Esses profissionais atuam na linha de frente do atendimento à população e, por isso, são essenciais para a manutenção dos serviços de saneamento básico – principalmente do abastecimento de água em tempos de pandemia.

Em ofício enviado ao Ministério da Saúde, no mês de maio, a Aesbe pediu ao governo federal a revisão das regras no Plano Nacional de Imunização e destacou que o abastecimento de água figura como prestação de serviço essencial, conforme o inciso I do art. 10º da Lei nº 7.783/1989. Nesse sentido, é de extrema importância a imunização prioritária desse público.

Até o momento, 87 milhões de doses das vacinas contra a Covid-19 foram aplicadas no Brasil, tendo 24,2 milhões de pessoas já recebido a imunização completa. Isso representa 11,5% da população brasileira.

A vacinação é a principal forma de se combater o coronavírus. Ela ajuda a reduzir o número de pessoas com sintomas da doença, de internações, de casos graves e de óbitos. Somente com ela será possível reduzir a circulação do vírus e, assim, superar a pandemia. 

 

AESBE - Associação Brasileira das Empresas Estaduais de Saneamento

SCS - Quadra 01 - Bloco H - Edifício Morro Vermelho - 16º andar - CEP: 70399-900 - Brasília-DF - Tel/Fax.: 55 61 3022-9600

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?