Caiado cobra BNDES por apoio a Bolsonaro

Folha de São Paulo
03/03/2020

Por Mariana Carneiro

Insatisfeito com tratamento dado pelo banco, governador lembrou que é aliado do governo

Insatisfeito com o atendimento a Goiás pelo BNDES, o governador Ronaldo Caiado (DEM) cobrou o presidente do banco, Gustavo Montezano, em reunião nesta segunda (2), com o argumento de que opositores estão sendo mais bem tratados do que os aliados de Jair Bolsonaro, como ele.

A queixa se deve ao foco do BNDES na privatização da Cedae, companhia de saneamento do Rio de Janeiro, governado por Wilson Witzel (PSC), rival de Bolsonaro. O banco, segundo disse Montezano a Caiado, trabalha neste momento para viabilizar o IPO (lançamento de ações na Bolsa) da empresa.

O governador não gostou de ouvir que a prioridade é a companhia administrada por Witzel e, segundo relatos, cobrou o executivo pelo apoio que vem dando ao governo.

Lembrou que Goiás recebeu repatriados da China para quarentena do coronavírus e que também defendeu Bolsonaro contra a ira de governadores, inclusive o do Rio, irritados com as declarações do presidente sobre o preço dos combustíveis.

Caiado quer apoio do BNDES para o lançamento de ações da empresa goiana de saneamento, a Saneago, além da liberação de projetos de recapeamento de rodovias que estão parados no banco.

O executivo tentou argumentar que se tratam de assuntos técnicos, mas a justificativa não convenceu o goiano, que ampliou a queixa à toda a equipe de Paulo Guedes e disse que estão ignorando a política.

 

 

AESBE - Associação Brasileira das Empresas Estaduais de Saneamento

SCS - Quadra 01 - Bloco H - Edifício Morro Vermelho - 16º andar - CEP: 70399-900 - Brasília-DF - Tel/Fax.: 55 61 3022-9600

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?