Respeito ao meio ambiente, economia e incremento na gestão inauguram a nova etapa na Gestão Eletrônica de Documentos da Companhia de Saneamento de Goiás S/A, a Saneago. A partir deste mês, todos os processos administrativos da Companhia evitarão o uso de papel e serão produzidos ou convertidos em eletrônicos.

A nova versão do sistema de Gestão Eletrônica de Documentos (GED) agrega inovação e permite aos usuários o acesso a todos os conteúdos produzidos ou mantidos pela Empresa – ressalvados os sigilosos –, a produção de qualquer tipo documental, a formação de processos eletrônicos, conferindo maior controle e agilidade aos procedimentos administrativos. A gestão de documentos digitais permitirá, ainda, a internalização de uma nova fultura em gestão documental, já no formato eletrônico, tornando a Saneago uma das primeiras empresas de saneamento a ser totalmente digital.

O presidente da Companhia, Ricardo Soavinski, também destacou as vantagens da nova fase de digitalização de documentos. “São inúmeras as vantagens para a Empresa, como redução de custos e de espaço para armazenamento de documentos físicos, maior agilidade, transparência e produtividade, além de manter-se como uma empresa sustentável e parceira do meio ambiente.”

A diretora de Gestão Corporativa da Saneago, Silvana Canuto, lembrou a praticidade de lidar com documentos virtuais. “O acesso aos arquivos será possível com um simples clique no mouse, tornando-se, assim, a forma mais efetiva e transparente de acessos à informação, permitindo maior facilidade na busca e recuperação dos documentos, dando mais controle e eficiência na organização dos documentos da Empresa.”

Sustentabilidade

O fim das pilhas de papel com a Gestão Eletrônica de Documentos (GED) não é uma ação isolada de compromisso socioambiental. Combater o desperdício é, de fato, uma das marcas da estatal: ela tem melhor índice de perdas de água do Brasil, segundo aponta o Diagnóstico dos Serviços de Água e Esgotos 2018, relatório elaborado com base em dados do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS). O documento, divulgado no dia 10 de janeiro, destaca a companhia goiana como a única do país com volume de perdas abaixo de 30%. Naquele ano, enquanto a média nacional de perdas foi de 38,5%, a Saneago marcou 29,2%, sendo classificada na primeira posição entre as demais companhias de saneamento básico.

 

 

AESBE - Associação Brasileira das Empresas Estaduais de Saneamento

SCS - Quadra 01 - Bloco H - Edifício Morro Vermelho - 16º andar - CEP: 70399-900 - Brasília-DF - Tel/Fax.: 55 61 3022-9600

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?