RE Saneamento – Empresas do setor melhoram resultados em 2017

Senhor Presidente, Segue para conhecimento e análise o “Relatório Executivo do Saneamento” desta semana (03/04/2018), produzido pela GO ASSOCIADOS, como parte integrante do contrato existente. O Relatório será enviado semanalmente.

 

 

Prezado (a) presidente,
 

 Após analisar os balanços de algumas companhias de saneamento, podemos notar que o resultado foi positivo e que as empresas foram pouco afetadas pela crise política. Todas as empresas tiveram um aumento expressivo na receita operacional líquida. O principal motivo para esse aumento foram os reajustes tarifários. Iguá e Aegea, que tiveram aumentos mais expressivos nas economias ativas de água e esgoto, também contaram com a contribuição no aumento do volume consumido de água e esgoto e na redução da inadimplência.
 
 A companhia estadual paulista Sabesp publicou no último dia 28/03/2018 os resultados consolidados para o ano de 2017 com uma receita operacional de R$ 12,2 bilhões, aumento de 9,9% em relação ao ano de 2016. No mesmo período, as despesas operacionais da empresa aumentaram 7,7%, atingindo R$ 7,6 bilhões. A geração de caixa da companhia, medida pelo Ebitda, atingiu R$ 5,3 bilhões,  aumento de 15,3%, com uma margem Ebitda de 36,10%, 3,7 pontos percentuais maior do que a do ano anterior. Com isso, a relação dívida/Ebitda da companhia recuou de 2,3 vezes para 1,9 vez.
 
 Outra companhia estadual, a mineira Copasa, publicou os resultados para o ano de 2017 com um lucro líquido de R$ 560 milhões, crescimento de 29,10% em relação ao lucro do ano de 2016. A receita operacional da Copasa avançou 9,70%, enquanto os custos e despesas operacionais aumentaram 8,2%. Com isso, a geração de caixa da Copasa, medida por seu Ebitda, foi de R$ 1,5 bilhão, aumento de 8,9% em relação ao ano de 2016, com  margem Ebitda de 35,6%.
 
 No último dia 27/03/2018, o presidente Michel Temer (MDB/SP), em conjunto com o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles (PSD), e o ministro das Cidades, Alexandre Baldy (PP), anunciou um investimento de R$ 1,940 bilhão para o setor de saneamento básico, por meio do Programa Avançar Cidades. Temer afirmou que o programa deve receber ainda R$ 3 bilhões em breve, totalizando cerca de R$ 5 bilhões em investimentos no setor.

 
Um abraço,

Gesner

 
 

Anexos

 

AESBE - Associação Brasileira das Empresas Estaduais de Saneamento

SCS - Quadra 01 - Bloco H - Edifício Morro Vermelho - 16º andar - CEP: 70399-900 - Brasília-DF - Tel/Fax.: 55 61 3022-9600

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?