Problemas com alagamentos em Feira de Santana/BA poderão ser resolvidos com execução de plano diretor

Portal Saneamento Básico
27/04/2021

Levantamento deverá servir como instrumento na tomada decisões da prefeitura sobre infraestrutura e manejo das águas pluviais.

Problemas com alagamentos de ruas que existem há décadas e nunca foram resolvidos, podem ser solucionados com a execução do Plano Diretor de Drenagem e Manejo das Águas Pluviais Urbanas de Feira de Santana.

Desde o segundo semestre do ano passado foi dada a ordem de serviço para que a Fundação Escola Politécnica da Universidade Federal da Bahia (Ufba) iniciasse um estudo para a elaboração deste plano, para que através dele sejam apresentadas as ações que podem solucionar antigos problemas causados anualmente, toda vez que chove forte.

Este levantamento deverá servir como instrumento na tomada de decisões da prefeitura sobre infraestrutura e manejo das águas das chuvas. A grande questão é: Quando o plano será colocado em prática?

O superintendente de Operações e Manutenção de Feira de Santana, João Vianey, disse ontem (21) em entrevista ao Acorda Cidade que neste mês já foi iniciada discussão do controle de cheias das bacias hidrográficas do município e na próxima semana deverá receber um relatório com uma análise dos pontos mais críticos da cidade com relação a macrodrenagem e que gera mais volume e concentração de água pluvial.

Segundo ele, já foi apresentado um estudo da bacia do Subaé, e que existem algumas intervenções de bacias de retenção e alguns diques para estruturação.

“Esse trabalho já está desenvolvido na parte do Subaé e, até o dia 30, vai ser concluído o do Pojuca e Jacuípe, e aí começa-se a parte da elaboração dos anteprojetos de engenharia, que envolvem os estudos de topografia, este trabalho já está bem avançado”, disse.

Entrega do Projeto

As bacias são as áreas de influência dos rios. Em Feira de Santana existem as bacias Pojuca, Jacuípe e  Subaé.

“É feita uma avaliação do canal principal do rio e das contribuições, que são as perenes, as constantes ou as intermitentes. O grande problema nosso são as ocupações dessas áreas que são intermitentes, que só no momento da chuva que você tem os grandes fluxos. Então, estão sendo estudadas as macrodrenagens que precisam ser feitas, e as bacias de retenção para amortização, por exemplo, a situação do bairro Baraúnas – inclusive, está tendo um olhar especial com Prato Raso. O prefeito já tinha solicitado à Ufba que fizesse uma avaliação muito intensa naquela região porque envolve tanto o bairro Baraúnas quanto uma série de bairros como a Rua Nova.. O próprio canal do bairro Calumbi tem uma retenção por causa disso, então, a Ufba fez e inclusive já tem um estudo sobre aquela região do canal, algumas estruturações, apresentou já parcialmente isso e os projetos estão sendo elaborados”, informou João Vianey ao Acorda Cidade

O superintendente disse que no cronograma prevê que em novembro seja feita a entrega do projeto, e ainda precisa ser realizada uma audiência pública, para depois buscar os recursos para a execução dos serviços.

“Terão consultas públicas para a consolidação desse relatório, dessas proposições, então, concluída essa etapa aí já vai se buscar a condição dos recursos para priorizar os serviços. É um Plano de Drenagem e Manejo de Águas Pluviais. O plano de saneamento envolve o abastecimento da água e rede de esgoto, limpeza urbana e resíduos sólidos, e Feira só não contava com esse plano, que a maioria dos municípios, inclusive, não tem. Então o prefeito em virtude destas características de Feira, por conta dessas recorrências, solicitou que fosse elaborado esse plano, que está em andamento”, frisou. 

Limpeza dos Canais

Vianey explicou que para evitar problemas com a água da chuva, é feita a limpeza dos canais, mas na maioria dos locais de Feira, o problema é a bacia de contribuição, que é muito grande e o canal não suporta a quantidade de água que chega durante as fortes chuvas.

“Inclusive no bairro Baraúnas a gente fez uma intervenção em fevereiro, elevando a cota de um trecho da drenagem de lá porque o problema é que, em vez de a água escoar para o canal em alguns trechos, ela retornava. E isso agravava a situação do bairro Baraúnas”, explicou.

Fonte: Acorda Cidade.

 

 

 

AESBE - Associação Brasileira das Empresas Estaduais de Saneamento

SCS - Quadra 01 - Bloco H - Edifício Morro Vermelho - 16º andar - CEP: 70399-900 - Brasília-DF - Tel/Fax.: 55 61 3022-9600

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?