Levantamento da Abes aponta JP e CG entre as melhores cidades do País em saneamento

No ranking das capitais, João Pessoa (PB) aparece com a mesma pontuação que São Paulo (473,05).

João Pessoa (PB) é a primeira capital do Nordeste e a quarta do País em abastecimento de água e saneamento básico, segundo o levantamento da Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (Abes), divulgado na última segunda-feira (18). O destaque no ranking é pontuado pelos altos índices dos serviços da Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa), que fornece 100% de abastecimento de água e 98% de tratamento de esgotos na capital paraibana.

O resultado de João Pessoa encaixa-se na classificação “em compromisso com a universalização”. No ranking das capitais, ela aparece com a mesma pontuação que São Paulo (473,05). Campina Grande também é citada com destaque no levantamento. A cidade figura em 3º lugar na lista de municípios de grande porte classificados como “em compromisso com a universalização”, com 99,98% de abastecimento de água e 100% de tratamento de esgoto, conferindo uma pontuação maior que muitas capitais do País: 487,49%.

As duas cidades paraibanas estão em evidência nos últimos estudos e levantamentos de saneamento do País, sempre entre os mais bem classificados. Exemplo disso é o resultado do Ranking do Saneamento do Instituto Trata Brasil, divulgado em abril deste ano. Nele, João Pessoa apareceu como a capital nordestina mais bem posicionada e Campina Grande como a 2ª cidade mais bem colocada no ranking de cidades do Nordeste – ficando atrás apenas de Vitória da Conquista (BA) – e a 11ª do país.

De acordo com o assessor para Assuntos Regulatórios da Cagepa, Ricardo Benevides, os dados ilustram o trabalho concentrado da empresa em busca da excelência dos serviços. “A meta é otimizar custos e minimizar as perdas na distribuição, além do investimento prioritário que o Governo do Estado vem fazendo em obras por todo o Estado para garantir a segurança hídrica e concretizar o projeto de universalização do saneamento na Paraíba”, pontuou. O levantamento da Abes avaliou 1.894 cidades, a partir da base de dados do Sistema Nacional de Informações do Saneamento (SNIS).

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on telegram

Confira também nossas publicações

Veja todas nossas
edições anteriores