CONSCIENTIZAÇÃO – Caerr participa do “Amigos do rio”, primeira ação ambiental da Femarh em 2017

A destinação correta do lixo é um dos agravantes da degradação ambiental e principal tema na mesa de discussão de ambientalistas e defensores da causa. Em Roraima, A Femarh (Fundação Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos) dedicou a manhã deste domingo (26) para coleta dos resíduos sólidos nas margens do rio Branco. A ação, intitulada “Amigos do rio” aconteceu às 8h30, às margens do rio e as equipes saíram de barco até os pontos estratégicos da região.
A Caerr (Companhia de Águas e Esgotos de Roraima) acompanhou a ação e ajudou a retirar mais de uma tonelada de lixo, entre garrafas, sacolas plásticas, geladeiras, peças de carro e pneus.
“A educação ambiental constitui um importante instrumento de mobilização das pessoas para mudança de hábitos e comportamentos, especialmente em ações voltadas para a retirada de lixo das margens de rios e igarapés. Esse processo deve ser permanente e contínuo. A Caerr sempre apoiou e foi parceira da Femarh nesses projetos ambientais”, destacou o presidente da Companhia.
Cerca de 100 voluntários participaram da ação, incluindo parceiros como Caerr, Eletrobrás, Polícia Militar e Civil, Cipa (Companhia Independente de Polícia Ambiental), Eletrobrás, DPMA (Delegacia de Polícia de Meio Ambiente), Vigilância Sanitária do Estado, Corpo de Bombeiros, Associação dos Barqueiros, Funasa (Fundação Nacional de Saúde) e pela primeira vez, a Associação de Catadores de Resíduos de Boa Vista “Terra Vida. “Precisamos promover a conscientização das pessoas a respeito da crise ambiental e o papel que cada um desempenha enquanto co-responsável pelos problemas e a respeito das possibilidades de cada uma participar das alternativas de solução”, afirmou o presidente da Fundação, Rogério Martins.
ABORDAGEM
No barco, em direção ao bairro Beiral, a equipe da Caerr se deparou com uma cena lamentável. Ribeirinhos, sem a menor infraestrutura despejava todo o lixo doméstico no quintal da casa, às margens do rio Branco. Depois de muita resistência, o dono da casa aceitou a presença dos voluntários para a retirada do lixo. Todo o tipo de material reciclável foi encontrado, porém, sem a devida atenção na seleção dos resíduos.
“É necessário mobilizar a comunidade para a participação efetiva e ativa na implantação na coleta seletiva de resíduos sólidos, separando os materiais recicláveis e dando a destinação correta. Em Boa Vista, a associação Terra Viva já faz esse trabalho, gerando fonte de renda para os trabalhadores”, explicou o biólogo e chefe da Atema (Assessoria Técnica de Meio Ambiente), Leônidas Filho.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Caerr

 

AESBE - Associação Brasileira das Empresas Estaduais de Saneamento

SCS - Quadra 01 - Bloco H - Edifício Morro Vermelho - 16º andar - CEP: 70399-900 - Brasília-DF - Tel/Fax.: 55 61 3022-9600

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

Create Account