Sanepar inicia obras que duplicarão armazenamento de água em Apucarana

Agência de Notícias do Paraná
17/09/2021

Serão instalados quatro novos reservatórios, que somam 10 milhões de litros de água, dobrando a capacidade de armazenamento de água na cidade, além de duas estações elevatórias e cerca de 10 mil metros de tubulações de grande diâmetro.

A Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) apresentou nesta sexta-feira (17) detalhes das obras de ampliação do sistema de abastecimento de água de Apucarana, que devem ser iniciadas nos próximos dias. O empreendimento terá investimentos de R$ 20 milhões e vai duplicar a capacidade de reservação instalada.

Em reunião no gabinete do prefeito Junior da Femac, gerentes e técnicos da companhia e da empreiteira responsável pelas obras explicaram as tecnologias que serão empregadas, as intervenções necessárias na cidade e os benefícios para a população.

Serão instalados quatro novos reservatórios, que somam 10 milhões de litros de água, dobrando a capacidade de armazenamento de água na cidade, além de duas estações elevatórias e cerca de 10 mil metros de tubulações de grande diâmetro.

“Vamos ampliar muito a capacidade de reservação. Isso garante o abastecimento para a população nos momentos de maior consumo e também nas paradas programadas de abastecimento”, explica o gerente geral da Sanepar na Região Nordeste, Antônio Gil Gameiro.

O prefeito de Apucarana afirma que a parceria entre o município e a Sanepar tem garantido benefícios importantes para Apucarana. “Além da disponibilização de água, temos a expansão da rede de esgoto”, destaca o prefeito, citando que o atendimento com este serviço saltou de 24% para 82% em 10 anos. “Foi um dos maiores crescimentos em saneamento do Brasil”, ressalta.

Junior agradeceu o empenho do Governo do Estado para melhorar ainda mais o abastecimento no município. “Àgua é vida, é saúde e desenvolvimento. É possibilidade de geração de empregos e é fundamental para todas as atividades humanas”, completa.

TECNOLOGIA – Para implantar os 10 mil metros de tubulações, a Sanepar utilizará, em grande parte dos trechos, método não-destrutivo. Isso significa que não será necessária a abertura de valas, com cortes no asfalto e calçadas.

Os reservatórios são de aço vitrificado, importados da Alemanha. A instalação será em tempo bem menor em relação às construções civis tradicionais. Esta tecnologia apresenta, ainda, maior durabilidade e menor ocorrência de manutenções.

CANTEIROS – A região central da cidade é uma das que vão receber intervenção nas vias. Durante a execução desta obra, será necessária a remoção de terra num volume de cerca de 350 caminhões. Para isso, em determinados períodos, será feita a interdição da Rua Galdino Gluck Júnior, entre as ruas Ponta Grossa e Curitiba.

Toda a movimentação na cidade será previamente comunicada e acompanhada pelo Instituto de Desenvolvimento, Pesquisa e Planejamento de Apucarana (Idepplan).

O prefeito acredita que a população receberá bem a intensa movimentação que a obra trará para a cidade. “É para garantir água para todas as famílias de Apucarana. É para melhorar, para não faltar. Por isso, vale a pena passar por certo incômodo”, afirma Junior.

PRESENÇAS – Também participaram da reunião a secretária de Obras de Apucarana, Angela Stoian; os gerentes da Sanepar na Regional de Apucarana, Luiz Carlos Jacovassi, e de Projetos e Obras Nordeste, Flávio Yoshida; o engenheiro fiscal da obra, Gladiston Cotelo; o engenheiro civil e de apoio técnico da Gerência Geral, Fernando Norio Yoshida; e Renato Traci (coordenador de obras) e Márcio Azuma (responsável pela obra), engenheiros da empreiteira.

 

 

AESBE - Associação Brasileira das Empresas Estaduais de Saneamento

SCS - Quadra 01 - Bloco H - Edifício Morro Vermelho - 16º andar - CEP: 70399-900 - Brasília-DF - Tel/Fax.: 55 61 3022-9600

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?