Sanesul investe mais de R$ 8 milhões na implantação do sistema de esgoto em Água Clara (MS)

O contrato prevê execução de obras de implantação de uma Estação de Tratamento de Esgoto, rede coletora de esgoto, ligações domiciliares e estação elevatória.

 Com informações de Sanesul

A Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul (Sanesul) dará início às obras de implantação do sistema de esgotamento sanitário na cidade de Água Clara (MS). A ordem de serviço, no valor de mais de R$ 8.055.000, foi assinada no último dia 16 pela diretora-presidente da Sanesul, Marta Rocha, e pelo diretor de Engenharia e Meio Ambiente da empresa, Helianey Paulo da Silva.

Com recursos próprios, o investimento faz parte da “Rota do Saneamento”, programa cujo objetivo é entregar obras, por determinação do governador Reinaldo Azambuja, incluindo de fornecimento de água tratada e esgotamento sanitário nos 68 municípios onde a Sanesul mantém a concessão pública.

O contrato prevê a execução de obras de implantação de uma ETE (Estação de Tratamento de Esgoto), rede coletora de esgoto, ligações domiciliares e estação elevatória.

Ainda conforme a ordem de serviço, a empresa contratada terá prazo de 21 meses para concluir as obras que darão início a implantação do sistema de esgoto do município, localizado na região Leste do Estado.

Trata-se apenas de uma primeira etapa das obras relacionadas ao setor, mas quando todo o sistema tiver pronto irá beneficiar uma população estimada em 16.025 pessoas, conforme dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) de 2021.

ÁREA DE COBERTURA

Até agora, a área de cobertura do esgoto em Mato Grosso do Sul é de mais de 55%, mas a Sanesul trabalha para ampliar esse índice visando cumprir a meta estabelecida pelo governador Reinaldo Azambuja.

A diretoria da Sanesul, segundo Marta Rocha, trabalha no sentido de ampliar a área de cobertura e atingir a meta desejada graças a parceria institucional com as prefeituras dos municípios atendidos pela empresa, com apoio das Câmaras de Vereadores.

A estratégia do governador é que a empresa mantenha o cronograma de obras com objetivo de atingir a meta da universalização do esgotamento sanitário e tornar Mato Grosso do Sul o primeiro estado do país a se antecipar ao prazo fixado pelo novo Marco Legal do Saneamento.

O novo Marco Legal, que completa dois anos em julho, determina que as companhias se empenhem visando alcançar a universalização dos serviços de saneamento básico até 2033, garantindo que 99% da população tenha acesso à água potável, o que já é realidade em Mato Grosso do Sul, e 90%, ao tratamento e à coleta de esgoto.

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on telegram

Confira também nossas publicações

Veja todas nossas
edições anteriores