Sanepar presta contas das metas e investimentos em Cascavel (PR)

Em reunião na Câmara de Vereadores de Cascavel(PR), na manhã desta terça-feira (26), a Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) esclareceu como foi o processo de renovação do contrato de concessão com o município de Cascavel, detalhou as cláusulas acordadas, as metas estabelecidas e os compromissos cumpridos. A apresentação foi feita pelo gerente geral da Região Sudoeste da Sanepar, Renato Mayer Bueno, em reunião marcada pelo presidente da Câmara, Aldino Gugu Bueno, a fim de atender a requerimento do vereador Celso Dal Molin.

O gerente fez uma retrospectiva da atuação da Sanepar na cidade, que teve início na década de 1960, quando foram feitos os primeiros projetos para a implantação do sistema público de abastecimento, passando pela assinatura do primeiro contrato, em 1972, até chegar às discussões que cercaram a renovação do contrato, em 2004.

Na época da renovação, a prefeitura nomeou uma comissão especial para tratar do assunto. Essa comissão, composta por 21 representantes de entidades, instituições, organizações não-governamentais (ONGs), secretarias municipais, Câmara de Vereadores, Ministério Público e Conselho Municipal de Meio Ambiente, formulou uma proposta com metas ambientais e operacionais que foram anexadas ao contrato de concessão, renovado em novembro de 2004.

Os principais compromissos da Sanepar com Cascavel já foram atendidos. O contrato estabelecia que o índice de atendimento com água tratada deveria ser mantido acima de 99,8% para a população urbana. O índice de atendimento é de 100% da cidade e dos distritos de São João do Oeste, Rio do Salto e Juvinópolis.

REDE DE ESGOTO – A Sanepar também já atendeu ao compromisso de elevar de 44% para 90% o índice de atendimento com a rede coletora de esgoto. A meta, prevista para ser cumprida até dezembro de 2021, foi superada em novembro de 2016. A cidade tem hoje 98,34% de serviço de coleta e tratamento do esgoto. Esse índice coloca Cascavel na segunda posição no Estado do Paraná, atrás apenas de Maringá, e na oitava colocação entre as 100 melhores cidades no ranking de saneamento básico.

Desde o início do contrato, a Sanepar também cumpre a meta contratual de dar desconto de 50% nas tarifas de água e esgoto das instalações públicas municipais, o que gera uma economia média de R$ 2,5 milhões por ano. A empresa também repassa mensalmente 1% de seu faturamento no município para o Fundo Municipal de Meio Ambiente. Desde 2004, já foram repassados mais de R$ 8,3 milhões. Esses recursos devem ser aplicados em obras, melhorias e ações de proteção, recuperação e conservação de nascentes.

Dos questionamentos apontados no requerimento, como o desassoreamento do Lago Municipal de Cascavel, o gerente explicou que já foi feito todo o processo de desassoreamento do lago, desde a concepção do projeto, a fase de licenciamento, a retirada do lodo até o destino final do lodo seco, no aterro industrial de Cascavel. Com relação ao repasse de sementes e à recuperação e proteção de nascentes, a Sanepar também já cumpriu sua parte, com o repasse de R$ 1,4 milhão ao município.

Após a apresentação, Renato e a gerente regional Rita Camana responderam outras perguntas dos vereadores. “A Sanepar cumpre a sua missão de forma sustentável e transparente e está a disposição a esclarecer dúvidas e questionamentos do poder legislativo de Cascavel”, finalizou.

 

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on telegram

Confira também nossas publicações

Veja todas nossas
edições anteriores