CAIXA e Aesbe terão agenda permanente para discutir a simplificação da tomada de recursos do FGTS pelo setor de saneamento

Em atendimento a um pleito antigo da Aesbe, o presidente da Caixa, Gilberto Occhi, se reuniu na manhã da última quarta-feira, dia 26, com representantes de 14 Companhias Estaduais de Saneamento para tratar da desburocratização na utilização de recursos via Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Na ocasião ficou decido que a Caixa e a Aesbe terão uma agenda permanente para tratar desse tema.

A necessidade de se estabelecer discussões periódicas sobre a simplificação dos investimentos usando recursos do FGTS foi unânime entre os presentes, uma vez que essa ação apresenta alta complexidade operacional. Outro fator que motivou a decisão foram as mudanças nas regras do FGTS, estabelecidas no início deste ano e que impactaram o financiamento do setor de saneamento.

Por fim, ficou definida também a realização de um encontro com o Banco Central para tratar dos limites de endividamento das Companhias Estaduais de Saneamento. A previsão é que essa reunião ocorra nas próximas duas semanas.

Estiveram presentes à reunião pela CAIXA, o presidente, Gilberto Occhi, o vice-presidente Governamental, Roberto Derziê,  o diretor-executivo de Saneamento e Infraestrutura, Antonio Gil Silveira e o gerente Nacional de Infraestrutura Urbana e Saneamento, Carlos André.

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on telegram

Confira também nossas publicações

Veja todas nossas
edições anteriores