Depasa discute sobre distribuição de água e obras de saneamento básico no Acre

Mágila Campos – Assessoria de Comunicação da Depasa

 19.03.2019- 18:08

O Departamento Estadual de Água e Saneamento do Acre (Depasa) está traçando estratégias relacionadas a distribuição de água e a execução das obras de saneamento básico nos municípios acreanos. E nessa terça-feira, 19, o diretor do órgão, Edson Siqueira, se reuniu com membros do Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) para tratar das ações que serão executadas no estado este ano.

Durante a reunião, as duas instituições discutiram sobre a continuidade das obras de saneamento integrado nos municípios de Jordão, Santa Rosa do Purus, Marechal Thaumaturgo e Porto Walter. Além também das ações na capital. Nessas localidades os serviços são financiados pelo Programa Proser do Banco Mundial.

Siqueira explicou que a ideia é estreitar as relações institucionais para melhorar a qualidade dos serviços prestados à população. “Nos municípios isolados estão sendo executadas obras de saneamento, de rede de água, pavimentação e drenagem.  E no momento, estamos em fase de negociação com o Banco Mundial para a liberação dos recursos para a continuidade das ações deste ano. O MPAC é um parceiro nesse processo”, explica o diretor.

A visita institucional contou com a presença de representantes do MP e do Depasa (Foto: Assessoria MP)

Participaram do encontro a procuradora-geral de Justiça do órgão, Kátia Rejane, e também representantes do Centro de Apoio Operacional de Defesa do Meio Ambiente, Patrimônio Histórico e Cultural e Habitação e Urbanismo (Caop/Maphu), e da Promotoria de Justiça Especializada de Habitação e Urbanismo.

Na ocasião, o MPAC, se colocou a disposição para o acompanhamento das demandas e orientações à pasta. “O objetivo do MP é trabalhar para a resolução dos problemas. E podendo encurtar os encaminhamentos ou tramites, sem precisar de procedimentos administrativos e judiciais, quem ganha é a população. O objetivo é essa integração do MPAC com os órgãos para a resolução dos problemas”, frisou a coordenadora do Caop/Maphu.

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on telegram

Confira também nossas publicações

Veja todas nossas
edições anteriores