Casal dobra arrecadação em quatro anos e comprova recuperação econômico-financeira

A empresa apresentou três superávits seguidos, cada um em torno de R$ 7,5 milhões

Por Assessoria de Comunicação da Casal

Arrecadação da Casal cresceu 50% mais do que aumento tarifário dos últimos quatro anos

A Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal) dobrou sua arrecadação em quatro anos, comprovando que entrou num ciclo de recuperação econômico-financeira. A afirmação é do presidente da empresa, Clécio Falcão.

Segundo ele, em janeiro de 2015, quando assumiu a presidência, a Companhia teve uma arrecadação em torno de R$ 22 milhões. Em dezembro de 2018, após quatro anos das medidas adotadas pela gestão, a arrecadação da empresa foi de aproximadamente R$ 43 milhões.

O valor, de acordo com ele, confirma um crescimento real da Companhia, pois é mais de 50% acima do acumulado de reajuste tarifário nesse mesmo período (2015 a 2018).

Em 2015, o reajuste tarifário foi de 15,27%, em 2016, chegou a 16,5%. Já em 2017, foi de 9,76% e, em 2018, ficou em 5,88%. Somados, todos os reajustes de tarifa chegam a 47,41% em quatro anos. Já a arrecadação cresceu quase 100%, passando de R$ 22 milhões para R$ 43 milhões.

“Isso comprova um crescimento real da Companhia, que ampliou seus serviços, se fortaleceu, fez novas obras, recuperou sistemas”, apontou Clécio Falcão. “Tudo foi possível porque tivemos o apoio necessário do governador Renan Filho para adotar as medidas de gestão necessárias para recuperar a Casal e porque contamos com o empenho de todos os funcionários, que são comprometidos com a valorização e o fortalecimento da empresa”, acrescentou o presidente.

Por outro lado, ele ressaltou que o déficit da Companhia em 2014, ainda na gestão passada, foi de R$ 53 milhões, caiu para R$ 23 milhões em 2015 e, de 2016 a 2018, a empresa apresentou três superávits seguidos, cada um em torno de R$ 7,5 milhões. “Isso não acontecia na Casal há 30 anos”, finalizou.

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on telegram

Confira também nossas publicações

Veja todas nossas
edições anteriores