PPI do Saneamento: Amapá é o primeiro estado da Região Norte a privatizar o serviço

G1
29/06/2021

Por Kelison Neves e Ronaldo Brito, Rede Amazônica 

Reunião com representantes dos 16 municípios, BNDES e MDR explicou como acontecerá a universalização do serviço no estado.

Nesta terça-feira (29), uma reunião foi realizada no Palácio do Setentrião para tratar sobre o Programa de Parcerias e Investimentos (PPI) do serviço de abastecimento de água e esgotamento sanitário para áreas urbanas. O projeto, inédito na Região Norte, tem como objetivo melhorar e ampliar os serviços de água e esgoto do Amapá.

Além do governador Waldez Góes (PDT) e os prefeitos dos 16 municípios amapaenses, o evento contou com a participação do ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, e o presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Gustavo Montezano, que cumprem agenda em Macapá e Santana.

Marinho falou que o processo de concessão de serviços de saneamento no estado é algo necessário e que deve gerar vários benefícios para a população.

O senador Davi Alcolumbre (DEM) foi um dos articuladores para que esse investimento pudesse ser realizado no Amapá. Durante a reunião, o parlamentar comemorou o avanço do processo.

O edital para concessão de serviços de água e esgoto para áreas urbanas do Amapá prevê que sejam realizados investimentos na casa de R$ 3 bilhões num período de 35 anos, nesse que será o primeiro leilão de saneamento da região norte do país.

O leilão da Companhia de Água e Esgoto do Amapá (Caesa), que atualmente é a responsável por realizar o serviço em todo território amapaense, deverá ocorrer no mês de setembro. Durante a reunião, o governador ressaltou que todos os municípios concordaram com o PPI do saneamento.

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on telegram

Confira também nossas publicações

Veja todas nossas
edições anteriores