Lançamento do Movimento PCJ pelo uso eficiente de água 

Portal do Saneamento Básico
22/09/2021

A expectativa de uma forte estiagem em 2021, gera a necessidade de ações concretas para o enfrentamento das mudanças climáticas.

O Portal Saneamento Básico participou, na terça 21 de setembro, da Coletiva de Impressa do Comitê de Bacias PCJ, (Piracicaba, Campinas e Jundiaí), para o lançamento do Movimento Pelo Uso Consciente de Água, cujo lema é:

“A ÁGUA É DE TODOS. A ESTIAGEM TAMBÉM”

E na semana em que ocorre a Assembleia Geral da ONU o Prefeito de Piracicaba e Presidente do Comitê de bacias do PCJ, Luciano Almeida, abre a coletiva com a seguinte reflexão:

“A pergunta certa não é mais se a água vai faltar, mas sim, quando ela vai faltar”

E nesse sentido, ele reafirma algumas ações que o comitê já vem realizando para o enfrentamento da estiagem, que já é sentida por todos.

O comitê PCJ reativou um grupo de trabalho técnico, denominado GT-Estiagem 2021, com o objeto principal de emitir boletins quinzenais, para informar a sociedade civil, especialmente da região da bacia do PCJ, dados sobre o monitoramento das vazões dos rios, dos volumes dos reservatórios e das empresas e previsões de chuva.

A ideia é que, em posse desses dados, a sociedade civil possa se organizar para o desenvolvimento e implementação de políticas públicas, visando a redução do consumo e o aumento da eficiência da água, além é claro, da preservação dos mananciais.

O Presidente lembra ainda que o Comitê PCJ possui um plano de bacias, estabelecido entre 2020 e 2035, com diversas recomendações a todos os municípios da região.

Destacou também que a estiagem que estamos enfrentando agora é de proporção mundial e, mesmo o Brasil sendo considerado um país privilegiado em alguns aspectos, como o bom volume de recursos hídricos, ainda temos problemas como o crescimento desordenado, a exemplo do estado de São Paulo, o desperdício de água e, principalmente, a não preservação das nossas nascentes e rios.

Pensando nesses problemas é que o Comitê está atuando, de forma mais veemente, fazendo o monitoramento necessários e dando instruções e orientações para a sociedade se amoldar e enfrentar a crise.

Ele afirma “ já estamos vivenciando a falta de chuvas e infelizmente para o ano que vem a nossa expectativa não é boa, então diante deste cenário, nós estamos aqui buscando alternativas para evitar que a gente tenha problemas relacionados a falta de água , principalmente nesse momento tão gritante do nosso estresse hídrico.”

Prova de que a estiagem é uma das maiores dos últimos anos é que alguns municípios já estão racionando água, como é o caso de Franca, Valinhos, Itú, São José do Rio Preto e Bauru, entre outras cidades de São Paulo e, em Piracicaba, a captação no Rio Piracicaba foi suspensa, porque a vazão ficou muito baixa, gerando uma qualidade ruim, se tornando inviável o tratamento da água para o consumo humano.

Veja neste mapa a situação das captações municipais para abastecimento ao público.

Monitoramento

Uma das atividades realizadas pelo GT-Estiagem 2021 é o monitoramento das vazões nas Bacias PCJ e, os dados mostram que as vazões de setembro/2021 dos rios dessas bacias, são menores que as vazões de setembro/2013, ano anterior à crise hídrica de 2014 que se alastrou até 2015.

Fonte: Boletim técnico do GT-Estiagem 2021

Portanto, caso a estiagem permaneça em 2021, o ano de 2022 pode se iniciar com uma reservação menor do que a que havia em 2014 e a situação hídrica pode ser pior do que a crise anterior.

Por isso o Movimento PCJ Pelo Uso Eficiente da Água é tão importante, pois a sociedade precisa ser orientada e conscientizada sobre esse cenário de estiagem, mas, principalmente, precisa tomar ações rápidas e eficientes para o enfrentamento do que pode ser a maior crise hídrica de todos os tempos.

 

Ações concretas

Nos últimos anos o Comitê de bacias investiu mais de 500 milhões, especialmente em obras de infraestrutura, que geraram condições de diminuição de perdas no sistema, bem como investimento nas represas de Pedreira e Duas Pontes, estrategicamente localizadas nos municípios de Pedreira e Amparo, pertencentes à bacia do PCJ, além de um investimento importantíssimo em adutora para levar água para Campinas e municípios do entorno, garantindo assim, o abastecimento futuro.

Em 2020, por iniciativa do Presidente Luciano Almeida e do Vice Governador Rodrigo Garcia, o Comitê realizou um estudo de viabilidade para execução de barramento no Rio Corumbataí, visando garantir o abastecimento dos 11 municípios da região, que captam água diretamente do rio, para os próximos 100 anos.

“Com o vazão dos rios cada vez menos, estamos entrando num processo de emergência , porque cada vez menos temos a vazão nos rios , devido ao crescimento desordenado que acaba gerando uma captação cada vez maior” afirma Luciano Almeida “e nós estamos  chegando no nosso limite de poder captar, então a única alternativa que a gente tem é fazer uma reservação, fazer uma barragem que permita que a gente garanta  um pulmão de abastecimento, para não ter problema de falta de água” , e ele continua “esse é um grande projeto que nós vamos detalhar nos próximos dias, para garantir o abastecimento de água, para que não fique somente na captação.”

O reuso de água também é pauta do Comitê, por meio da câmara técnica CT-Indústria, que se dedica ao tema, que é estratégico, promovendo vários estudos de viabilidade, visando evitar problemas com o saldo hídrico e a captação de água de um município para outro.

Futuro

Com a influência do fenômeno natural La Niña, que diminui a temperatura da superfície das águas do Oceano Pacífico Tropical Central e Oriental, diminuindo, portanto, a quantidade de chuvas vindas do Sul do país, a previsão de chuvas para o Estado de São Paulo é da ordem de 30 a 50% menor que a média dos últimos anos, com chuvas esparsas e pouca significância para os reservatórios.

Para o coordenador do GT-Estiagem, Alexandre Vilella “cada gota importa” e reunir esforços para superar a estiagem e melhorar a resiliência é o papel do GT.

Ele afirma ainda que “Mudanças climáticas são cada vez mais frequente e temos que aprender a conviver com isso”.

As próximas atividades do GT-Estiagem 2021 estão programadas para os dias 24 e 27 do setembro e podem ser acompanhadas no site dos Comitês PCJ.

Para mais informações sobre o “Movimento pelo uso consciente da água” acesse https://movimentopcj.org.br/

 

LINK DA PALESTRA

Referência: Coletiva de Imprensa Comitês PCJ

Autora: Jaqueline Morinelli

Para Portal Saneamento Básico

 

AESBE - Associação Brasileira das Empresas Estaduais de Saneamento

SCS - Quadra 01 - Bloco H - Edifício Morro Vermelho - 16º andar - CEP: 70399-900 - Brasília-DF - Tel/Fax.: 55 61 3022-9600

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?