Sabesp conquista prêmio do BID por projeto de economia circular em Franca

Do Portal do Governo – SP
07/10/2019

Finalistas competiram durante a Conferência de Inovação no Uso Sustentável da Água, realizada em Guaiaquil, no Equador

Sabesp foi destaque no Prêmio Ideias em Ação 2019, realizado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). A Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo conquistou o primeiro lugar pelo projeto de economia circular implantado na Estação de Tratamento de Esgotos (ETE) de Franca.

Também concorreram na final a Aysa, da Argentina, e a EPM, da Colômbia, com apresentações de projetos feitas ao vivo, durante a Conferência de Inovação no Uso Sustentável da Água: Cidades, Indústria e Agricultura, que ocorreu em Guaiaquil, no Equador, organizada pelo BID e a IWA (Associação Internacional da Água (IWA, na sigla em inglês).

A economia circular abrange a otimização, reutilização, reaproveitamento e reciclagem de materiais. É um novo conceito que a companhia está utilizando que proporciona uma mudança cultural na qual a ETE deixa de ser vista como uma produtora de resíduos e passa a ser considerada uma recuperadora de recursos.

Parceria

No projeto da Sabesp em Franca, a ideia é utilizar a estação não só para o tratamento de esgoto, mas também para geração de energia elétrica e fotovoltaica; geração de biometano conhecido como biogás; e, ainda, de fertilizantes para agricultura. O objetivo é extrair recursos úteis dos quais se espera apenas resíduos indesejáveis.

“Na estação de Franca, foi aplicado o conceito de economia circular via uma parceria de sucesso entre as áreas Operacional e de Pesquisa Desenvolvimento e Inovação da Sabesp. O efluente líquido tratado produz água de reuso não potável, realimenta o rio e produzirá energia elétrica para a ETE por meio de uma turbina implantada no canal de saída da planta.

O lodo gerado será usado como fertilizante na agricultura. O biogás gerado do tratamento já é usado como combustível veicular e também será aproveitado na produção de energias elétrica e térmica e ainda tem potencial para ser injetado em rede de distribuição de gás.

A energia solar será aproveitada na geração de energia elétrica fotovoltaica. Trata-se de um exemplo completo do conceito de economia circular, gerando riqueza em vez de resíduos para a natureza”, salienta o diretor de Tecnologia, Empreendedorismo e Meio Ambiente da Sabesp, Edison Airoldi.

Classificação

Para o Prêmio Ideias em Ação 2019, trinta projetos de diversos países foram classificados no concurso. Eles foram avaliados pela comissão organizadora que selecionou os três finalistas. O prêmio buscava iniciativas e modelos inovadores utilizados para lidar com desafios enfrentados pelas empresas prestadoras de serviços de água e saneamento, que tenham sido testados, implementados e gerado impacto positivo.

“O prêmio mostra o quanto é importante fazer parcerias para o sucesso dos trabalhos. Dentro da empresa foi realizada uma colaboração muito positiva entre a Unidade de Negócio da região de Franca e a Superintendência de Pesquisa, Desenvolvimento Tecnológico e Inovação. É fantástico saber que estamos no caminho certo e servindo de exemplo a ser seguido pelos países da América Latina e Caribe”, destaca a superintendente de Pesquisa, Desenvolvimento Tecnológico e Inovação da Sabesp, Cristina Zuffo.

“O projeto submetido é complexo e é um grande desafio implantar o conceito de economia circular na Sabesp, pois devemos analisar os vários aspectos, passando por questões tecnológicas, logísticas, administrativas, facilidade de manutenção, vida útil, medição e controle, automação, dentre vários outros”, completa.

Potencial

Em Franca, destaca-se a otimização da fase sólida buscando minimizar resíduos e maximizar o biogás gerado no processo. O biogás é o produto gerado pela digestão por bactérias do lodo produzido no tratamento do esgoto em grandes tanques chamados de biodigestores. É um gás com alto potencial energético.

Nessa planta, a Sabesp já possui um sistema de beneficiamento de biogás, que remove umidade e impurezas, enriquecendo-o com um teor de metano acima de 97%, transformando-o em biometano para uso como combustível veicular.

“Franca é conhecida dentro da nossa diretoria como um exemplo a ser seguido, que esse prêmio venha reconhecer esse feito e marcar o início de uma extensão dessa boa prática. São ações inovadoras que contribuem para que transformemos resíduos em insumos. Como matéria-prima para soluções sustentáveis, que garantem uma operação ambientalmente correta. O que esperamos é poder replicar essa prática em todas as nossas unidades de negócios”, afirma o diretor de Sistemas Regionais da Sabesp, Ricardo Borsari.

Com a conquista, a Sabesp poderá participar de workshop de inovação liderado por um especialista no tema para um grupo de no máximo 30 funcionários da empresa. Um representante da companhia também será convidado a apresentar o projeto vencedor durante a Conferência Internacional sobre Segurança Hídrica e Inovação, a ser realizada no Panamá, o prêmio BID-FEMSA 2019 de inovação em água e saneamento.

Além disso, o primeiro lugar no Ideias em Ação 2019 também permitirá à Sabesp apresentar sua inovação no Webinar Internacional de AquaRating e Inovação e o estudo de caso será divulgado nos diversos canais de comunicação internos e externos do BID.

Fórum

Por fim, a Sabesp também poderá participar, por um ano, do TAG/ISLE (Technology Approval Group), um fórum para empresas de abastecimento de água em diversas regiões do mundo.

“Representar a Sabesp em um evento da magnitude do BID é motivo de grande orgulho, e no formato de um pitch, em que eu tinha cinco minutos para convencer os especialistas do júri das potencialidades do nosso projeto se tornou uma responsabilidade ainda mais desafiadora. Mas com todas as qualidades desse projeto ficou mais fácil demonstrar que a Sabesp tem a inovação presente em seu DNA e é capaz de desenvolver soluções para servir de inspiração às empresas de saneamento da América Latina e de todo o mundo”, diz o engenheiro Silvio Renato Siqueira, que representou a companhia na Conferência de Inovação.

Biogás

A Sabesp começou a usar, em abril de 2018, o biogás gerado no tratamento do esgoto para movimentar sua frota de veículos em Franca. Atualmente, não se tem conhecimento de outro projeto dessa magnitude para produção de biometano para uso veicular, gerado a partir do tratamento de biogás resultante do tratamento de esgotos na América Latina.

“É dever do gestor público buscar permanentes alternativas capazes de otimizar custos operacionais, em busca de levar à sociedade tarifas cada vez menores. Transformar resíduo em produto certamente é uma forma nobre de se fazer isso. O prêmio que a Sabesp recebe é um grande incentivo para todos que compartilham essa visão”, conclui o superintendente da Sabesp da região de Franca, Gilson Santos de Mendonça.

O investimento total no projeto é de R$ 7,4 milhões e foi feito pela Sabesp em parceria com o Instituto Fraunhofer IGB, da Alemanha. O instituto fez a doação de equipamentos de armazenamento, beneficiamento e compressão de biogás para a Sabesp, presta assistência técnica e acompanha a fase de pesquisas. À Sabesp coube a realização das obras para a instalação do equipamento, da linha de biogás, do sistema elétrico e a adaptação dos veículos para o biometano, além do pagamento de taxas, licenças e impostos.

 

AESBE - Associação Brasileira das Empresas Estaduais de Saneamento

SCS - Quadra 01 - Bloco H - Edifício Morro Vermelho - 16º andar - CEP: 70399-900 - Brasília-DF - Tel/Fax.: 55 61 3022-9600

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

Create Account